Série B: Meia do Atlético-GO desconversa sobre proposta do Goiás e foca no Bahia

Peça fundamental do Dragão na conquista do título, Magno Cruz diz que quer continuar no clube para o próximo ano

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 25 (AFI) - O baiano Magno Cruz terá uma tarde especial no próximo sábado. O atleta é nascido e criado em Salvador, terra do Bahia, próximo adversário do Atlético. O Tricolor de Aço foi o primeiro clube na carreira do destaque atleticano na Série B 2016. Com o título assegurado, o Rubro-negro vai em busca do bom resultado para fechar a temporada com chave de ouro.

Com 73 pontos ganhos, Atlético e Bahia jogam pela 38ª rodada da Série B 2016. O jogo acontece no Estádio Olímpico Pedro Ludovico, sábado, às 17:30. Magno Cruz é peça fundamental do Dragão na campanha vitoriosa de 2016. Bem adaptado, o jogador diz que quer continuar no clube para o próximo ano.

"Eu tenho um desejo muito grande de permanecer no Atlético. Gosto do clube, da cidade e sei que seria importante continuar um trabalho tão gratificante como foi esse. O jogador precisa de sequência e eu tive isso aqui no Atlético. Espero que as coisas se resolvam o mais rápido possível para que eu possa me manter aqui", comentou Magno Cruz.

Magno Cruz tem propostas para deixar o rival.
Magno Cruz tem propostas para deixar o rival.
VAI PEGAR LEVE?
Depois de utilizar um time praticamente reserva contra o Sampaio Corrêa na rodada passada, o técnico Marcelo Cabo vai escalar o Atlético-GO com força máxima no último jogo da temporada. Assim, o único jogador que continua no time em relação ao confronto com o Sampaio é Pedro Bambu. Sobre a partida de sábado e a oportunidade de terminar bem o ano, Magno destacou.

"É um jogo importante para nós do Atlético também. Diante da nossa torcida com o estádio lotado, ainda não perdemos no Olímpico. Queremos sair com o bom resultado, respeitando o Bahia que é um grande time, vamos fazer o nosso melhor sempre", finalizou o meia atleticano", disse.

O Atlético-GO deve ir a campo com Klever; Matheus Ribeiro, Marllon, Ricardo Silva e Romário; Michel, Pedro Bambu, Magno Cruz, Jorginho e Gilsinho; Júnior Viçosa