Série D: São Bernardo pode carimbar a vaga neste domingo

Liderando o Grupo 7, Bernô pode carimbar vaga neste domingo na Série D

Brasiliense tem melhor campanha e outros seis times estão perto da classificação

Categorias: Futebol Brasil

Por: Rivail Oliveira, 25/06/2022

São Bernardo lidera o Grupo 7
São Bernardo lidera o Grupo A7 (Foto: Rafael Assunção)

Campinas, SP 25 (AFI)  –  Com a rodada 11 em andamento e faltando outras três para o fim da primeira fase, o Brasileiro da Série D já desponta alguns times com a vaga muito próxima para a segunda fase. Segundo o regulamento, os quatro primeiros de cada um dos oito grupos, se classificam, somando 32 times para a segunda fase, dos jogos eliminatórios.

Entre os 64 times, alguns estão muto perto da vaga. Dependendo do fim da rodada 11, neste fim de semana o São Bernardo poderá ser o primeiro classificado. Outros sete times estão perto também de carimbar sua vaga: Amazonas. Moto Club, Retrô, ASA, Brasiliense (que tem a melhor campanha com 25 pontos), Nova Venécia e Azuris.

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DE GERAL DA SÉRIE D!

AMAZONAS MANDA NO 1

No grupo 1, a disputa está aberta ainda. O Amazonas está com “uma mão” na vaga com 22 pontos em 11 jogos, mas não está ainda classificado. O quinto lugar São Raimundo, tem hoje 15pontos, mais quatro jogos por fazer e pode chegar a 27; o Porto Velho, sexto com 14, tem mais três jogos e pode chegar a 23. Depois do Amazonas vem o Rio Branco com 20, São Raimundo com 18 e o Trem-AP com 15. Na rabeira estão, Humaitá, seis e Nautico-RR com cinco pontos.

MOTO LIDERA NO 2

Pela chave 2, o Moto  Club lidera com 21 pontos, mas também não tem vaga garantida. O quinto é o Pacajus-CE com 15 e mais quatro jogos podendo ir a 27; o Fluminense-PI tem 13 e pode chegar a 25 pontos (tem mais quatro jogos). Depois do Moto, estão, Castanha,Juvetude  e Tocantinópolis com 16. Os piores das chaves são, 4 de Julho-PI, com dez e Tuna Luso com cinco pontos

RETRÔ COMANDA O GRUPO  3

No grupo 3,  o Retrô está na frente com 21 pontos e tem mais quatro partidas, e a disputa é apertada. O quinto colocado,  o

 Afogados-PE tem 15 e com mais quatro jogos pode chegar a 24. Depois do Retrô, vem o Sousa-PB com 20, Icasa e América-RN com 17. Os piores são: Sao Paulo-RN com 12, Globo-RN e Crato-CE com cinco pontos.

ASA LIDERA  O EQUILIBRADO O GRUPO 4

Na chave 4, mais equilíbrio. Seis pontos separam o primeiro, ASA-AL, que tem 18 pontos,  do  quinto e sexto, Sergipe e Santa Cruz, com 12 pontos.  O time Santa pode chegar a 22 o time de Sergipe,  a 20). Depois do líder ASA, vêm, Lagarto-SE, Jacuipense, ambos com 17,  e em quarto o Juazeirense com 13. Os piores são: CSE-AL com 11 e Atlético-BA com nove pontos.

BRASILIENSE QUASE LÁ NO GRUPO 5

O grupo 5 tem o Brasiliense na ponta com 25 pontos, uma das melhores campanhas (tem mais quatro jogos) e está muito perto da vaga. Mas esse grupo também vive indefinição. O quinto colocado é o Iporá com 15 pontos e mais 12 potos a disputar, podendo chegar a 27. Depois do Brasiliense vem, Anápolis com 23, Costa Rica-MS com 17 e Operário de Várzea Grande, com 15. Entre os que menos pontuaram estão, Ceilândia com 11, Grêmio Anápolis com oito e o Ação, uma das piores campanhas do certame com um ponto em dez jogos.

CAPIXABAS LIDERAM GRUPO 6

O grupo 6 também apresenta muito equilíbrio. Todo tem mais três jogos por realizar.  O Nova Venécia-ES, lidera com 20 pontos. O quinto é o Real Noroeste-ES com 16 (pode chegar a 25); a Inter, sexta colocada com 14 pontos, pode chegar a 23. Depois do líder Nova Venécia, vêm: Pouso Alegre com 19, Bahia 6de Ferira com 17 e a Ferroviária com 16 pontos. As piores campanhas da chave são de URT-MG com 12 e Caldense com dois pontos.

GRUPO 7: O MAIS DIFICIL E BERNÔ QUASE LÁ

Na chave 7, o líder São Bernardo soma 22 pontos e mais quatro jogos e está praticamente classificado.  Em quinto e sexto, vêm Cianorte-PR e Nova Iguaçu-RJ, com 11 (os paranaenses tem mais três jogos e podem ir a 20 pontos, e os cariocas, mais quatro jogos e chegar a 22). Depois do Bernô, vêm: Paraná com 19, Portuguesa-RJ com 15 e Santo André com12 pontos. A chave é uma das mais disputadas, ao ponto do Oeste, sétimo, com dez (pode chegar a 22) e `Pérolas Negras-RJ, com oito (pode ir a 20) ainda sonham com G4.

GRUPO 8: SEIS TIMES POR QUATRO VAGAS

No grupo 8, na prática seis times lutam por quatro vagas. O Azuris, de Pato Branco-PR é a sensação e lidera com 21 pontos. Mas a chave é muito disputada e o quinto lugar, São Luis-RS sonha e pode chegar a 22 pontos (tem mais três jogos). Depois do líder vêm a dupla gaúcha, Caxias e Aimoré com 20 e o Cascavel com 18 pontos. O Marcilio Dias é o sexto com 11 pontos e mais 12 por disputar e pode e chegar a 23. As piores campanhas vem de Juventus, com sete e Próspera-SC com cinco pontos.

Confira também: