Seleção FI da 37ª rodada da Série B com 'Tadeus', salvador da Ponte e técnico que garantiu acesso

A rodada promoveu várias histórias a serem contadas com o Botafogo campeão e Coritiba e Goiás conquistando o G-4

Categorias: Futebol Brasil

Por: Agência Futebol Interior, 22/11/2021

goias glauber 1

Campinas, SP, 22 (AFI) – A penúltima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro foi cheia de novidades. O Botafogo se tornou bicampeão do torneio ao bater o Brasil de Pelotas. Coritiba e Goiás também confirmaram o acesso à elite do futebol nacional.

A Seleção FI da 37ª rodada conta com nomes do campeão e do próprio Goiás, mas principalmente de atletas que ainda sonham com o acesso ou que estão ajudando a livrar seu clube do rebaixamento.

O técnico escolhido foi Gláuber Ramos, que vem realizando um grande trabalho no Goiás. Não à toa o time conquistou o tão sonhado acesso à Série A.

Confira a Seleção FI da 37ª rodada:

selecao 37rodada serieb 2021 e1637635381190
Seleção FI da 37ª rodada da Série B com 'Tadeus', salvador da Ponte e técnico que garantiu acesso 4

Goleiro: Tadeu (Goiás)
Tadeu esteve em noite inspirada e ajudou o Goiás a vencer o Guarani, por 2 a 0, em Campinas, e de quebra conquistar o acesso à Série A de 2022. O goleiro foi o melhor em campo com pelo menos quatro grandes defesas. Uma atuação de craque e de um profissional que merece estar na Primeira Divisão. Ao final da partida, foi para a torcida e comemorou muito!

Lateral-direito Moacir (Vila Nova)

Sua experiência ajudou o Vila Nova na hora certa. Foi bem na parte defensiva e na parte ofensiva fez a diferença. Sofreu pênalti que resultou no segundo gol do Vila na vitória sobre o Londrina por 2 a 1. Vitória que selou a permanência do time na Série B. Aos 35 anos, mostrou que ainda pode contribuir com o time goiano em 2022.

Zagueiro Wellington (CSA)

Defensor entrou jogando no CSA no lugar do titular Matheus Felipe, suspenso, e fez o gol de uma vitória sobre o Coritiba. Gol que mantém o CSA vivo na luta pelo acesso.

Zagueiro: Thiago Lopes (Ponte Preta)

Entrou em uma fria ao substituir Fábio Sanches em um dos jogos mais importantes da Ponte Preta na temporada e mostrou mais uma vez que está pronto para ser titular. O prata da casa, de apenas 19 anos, teve uma atuação segura contra o Confiança e esbanjou personalidade.

Lateral-esquerdo Airton (Brusque)

Fez um golaço, o primeiro do Brusque na vitória sobre o Operário por 2 a 0, e foi a principal arma ofensiva pela esquerda do time catarinense. Na defesa também mandou bem. Ajudou o Quadricolor a permanecer na Série B e depois comemorou como se fosse um título.

Volante: Bruno Silva (Avaí)

Depois de uma atuação apagada contra o Guarani, assim como todo o time, Bruno Silva voltou a mostrar um bom futebol na vitória sobre o Náutico, por 2 a 1, nos Aflitos. Assumiu o papel de protagonista no meio-campo e teve participação direta no primeiro gol azurra. O volante desarmou Matheus Jesus e deu a assistência para Getúlio abrir o placar.

Meia: Bressan (CRB)

Foi a novidade do técnico Allan Aal para o jogo decisivo contra o Vitória e brilhou no Rei Pelé. Abriu o placar logo no primeiro minuto com um gol de falta e, no começo do segundo tempo, voltou a colocar o CRB na frente ao pegar de primeira cruzamento de Celsinho. Certamente será mantido entre os titulares na última rodada.

Meia: Élvis (Goiás)

Com apenas sete minutos de jogo, Élvis cobrou falta venenosa e viu a bola parar no fundo das redes do Guarani, deixando o Goiás ainda mais perto do acesso na Série B. Experiente, o meia foi muito bem para construir as jogadas de ataque e importante para ajudar na marcação do meio-campo. É um dos melhores jogadores do elenco esmeraldino, que disputará a Série A de 2022.

Atacante: Moisés (Ponte Preta)

Não poderia vir de outro jogador o gol que afastou de vez o risco de rebaixamento para a Série C. Principal nome da Ponte Preta na temporada, ao lado do goleiro Ivan, Moisés garantiu a vitória sobre o Confiança, por 1 a 0, em Aracaju. São sete gols na Série B. No geral, o atacante balançou as redes 13 vezes e deu cinco assistências. Resta saber se vai ficar na Macaca em 2022.

Atacante: Diego Gonçalves (Botafogo)

Cresceu muito de produção na reta final do campeonato e foi o autor do gol que deu o título da Série B ao Botafogo. Em Pelotas, Diego Gonçalves aproveitou passe de Rafael Navarro e marcou o único gol da partida.

Atacante Garcez (Brusque)

Foi decisivo no segundo tempo. Logo no começo, mandou uma bola na trave após cruzamento de Airton. Na segunda chance, não desperdiçou e fez o segundo do Quadricolor. Quando Edu não resolve, Garcez está lá para marcar.

Técnico: Gláuber Ramos (Goiás)

Gláuber Ramos mostrou muita personalidade ao assumir um Goiás que vinha de altos e baixos, conseguiu reerguer a equipe e recolocou o clube à elite do futebol nacional, conquistada ao bater o Guarani, em pleno estádio Brinco de Ouro da Princesa, pelo placar de 2 a 0. Tem muito mérito nesta campanha esmeraldina.

goias glauber
Glauber Ramos levou o Goiás à Série A. Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC

Confira também: