Botafogo 0 x 1 Flamengo - Castigo no final e líder empurra Fogão para zona de degola

Mengão tem 74 contra 66 pontos do Palmeiras e chega ao recorde de 18 jogos invicto, superando marca de 1980

Publicado em .

Se o jogo não foi bom em termos técnicos, foi emocionante em termos de disputa e garra. Mengão tem 74 contra 66 pontos do Palmeiras

Rio de janeiro, RJ, 7 (AFI) – Atuando com um jogador a mais desde os oito minutos do segundo tempo, quando Luiz Fernando foi expulso, o Botafogo lutou muito, mas acabou sendo castigado no final ao perder por 1 a 0 para o líder Flamengo nesta noite de quinta-feira no Engenhão, pela 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Se o jogo não foi bom em termos técnicos, foi emocionante em termos de disputa e garra. O Flamengo bateu um recorde de ficar 18 jogos invicto, superando uma marca que era de 1980. O Flamengo quebrou um jejum de dez anos sem vitória sobre o Botafogo como visitante no Campeonato Brasileiro.

MESMA VANTAGEM
O resultado manteve o Flamengo oito pontos na frente do Palmeiras na liderança do Brasileirão, agora com 74 pontos (o Verdão tem 66).

O Botafogo, que merecia melhor sorte, acabou entrando na zona de rebaixamento, com 33 pontos, em 17.º lugar. Isso porque o Fluminense venceu o São Paulo, por 2 a 0, no Morumbi e chegou aos 34 pontos.

CONFIRA OS MELHORES MOMENTOS DO DUELO

FOGÃO ELETRIZANTE
Contando com o apoio da torcida – 90% a 10% no estádio – o Botafogo entrou pilhado e elétrico, correndo muito, focando e não dando espaços para os flamenguistas. De outro lado, o líder da Gávea demonstrou um futebol coletivo e individual bem abaixo do que é comumente visto. As melhores chances no primeiro tempo foram dos botafoguenses.

Aos 10 minutos, o garoto Igor Cássio deu um corte seco em Rodrigo Caio e finalizou em cima de Diego Alves que saiu bem no chão para rebater e aliviar. Aos 24 minutos, Luiz Fernando desceu em velocidade pelo lado direito e cruzou rasteiro para do outro lado, onde Rafinha se antecipou à conclusão de Leo Valencia.

Aos 29 minutos, outra vez, Luiz Fernando levou perigo. Passou por Renê, com um corte e cruzou na área, onde Pablo Marí deu um carrinho para aliviar de novo.

DEMOROU PRA CRIAR
O Flamengo, bem marcado e irritado pelos jogadores do Botafogo, demorou para tentar jogadas ofensivas. Aos 38 minutos, Viinho cobrou escanteio e Bruno Henrique disputou no alto com Gatito Fernández e levou a melhor.

A bola, porém, subiu muito e caiu em cima do travessão. Aos 41 minutos foi a vez de Gabriel arriscar de longe, a bola desviou no zagueiro Gabriel e tirou tinta da trave direita de Gatito.

Lincoln entrou e fez o gol da vitória aos 43 minutos
Lincoln entrou e fez o gol da vitória aos 43 minutos

NA PRESSÃO
Na volta para o segundo tempo, o Flamengo mostrou-se mais à vontade e disposto. Os jogadores devem ter levado aquela ‘dura’ do ‘Mister’ Jorge Jesus.

Além da pressão inicial, o que acabou definindo a mudança da história do jogo aconteceu aos oito minutos com a expulsão do atacante Luiz Fernando, do Botafogo.

Ele perdeu a bola no ataque e voltou correndo para se recuperar, mas perto da grande área segurou Bruno Henrique pela camisa. Como já tinha recebido o cartão amarelo no primeiro tempo, acabou levando o segundo amarelo e depois o vermelho.

No banco de reserva, o técnico Alberto Valentim punha as mãos no rosto, como a lamentar o ocorrido e que, com certeza, comprometeria o seu esquema de jogo.

POUCAS CHANCES
Aos poucos, o Flamengo se adiantou e passou a criar chances somente após os 20 minutos. Aos 23, após falta cobrada por [Everton Ribeiro em direção à área, Rodrigo Caio ajeitou de cabeça e Pablo Marí desviou em cima de Gatito que mandou para escanteio meio que sem querer.

Dois minutos depois, Gabriel arriscou de fora da área,a bola desviou nas costas do zagueiro Joel Carli e saiu por cima do travessão em escanteio. Apesar da pressão, o Flamengo não conseguia as infiltrações e nem as finalizações com perigo, inclusive, insistindo com os chuveirinhos na grande área.

GOL NO FINAL
O clima, então, ficou ainda mais nervoso. Pablo Marí e o técnico Alberto Valentim chegaram a discutir à beira do gramado por causa da posse de bola e receberam o cartão amarelo.

Os últimos 15 minutos foram marcados pelo desespero do Flamengo na busca de um gol, diante da catimba do Botafogo, feliz demais com o empate.

Mas o gol saiu aos 43 minutos. Éverton Ribeiro lançou em velocidade Bruno Henrique pelo lado esquerdo. Daí ninguém o segurou, até que cruzou na medida para o garoto Lincoln entrar na pequena área na frente de Gatito Fernández e desviar com o pé direito no alto.

Era o que faltava para a festa rubro-negra.

PRÓXIMOS JOGOS
O Flamengo volta a campo no domingo contra o Bahia, às 18 horas, no Maracanã que outra vez deve estar lotado. O Botafogo, desesperado, de um jogo de 'vida ou morte' com o lanterna Avaí, segunda-feira às 20 horas, de novo no Engenhão.