Náutico-PE Retrô-PE
PERNAMBUCANO: Retrô supera Náutico e fica perto do título

No Estádio dos Aflitos, o Retrô não se intimidou e bateu o favorito Náutico por 1 a 0

Categorias: Futebol Brasil

Por: Agência Futebol Interior, 21/04/2022

guilherme paraíba fazendo gol de cabeça
Guilherme Paraíba fez o gol da vitória do Retrô. (Foto: Divulgação/Retrô)

Recife, PE, 21 (AFI) – Mesmo jogando fora de casa, no Estádio dos Aflitos, o Retrô não se intimidou e venceu o Náutico por 1 a 0 no primeiro jogo da final do Campeonato Pernambucano. O estádio estava cheio com os mais de 14 mil torcedores, a maioria do do Timbu, que compareceram (público de 14.497 e renda de R$ 459.620,00 ) à decisão.

CACHORRO ENTRA EM CAMPO E ROUBA A CENA. VEJA !

A partida de volta será no outro sábado (30), às 16h40, no Arena Pernambuco. O Retrô joga por um empate para levar o título inédito. Caso o Náutico vença por 1 a 0, o campeão será decidido nos pênaltis. O Timbu precisará vencer por dois gols de diferença para ser campeão direto.

Antes da decisão, o Náutico ainda enfrenta o Operário e o CRB pela Série B. O Retrô encara o Sousa-PB pela Série D.

O JOGO

O primeiro tempo nos Aflitos foi melhor para a equipe da casa. O Timbu conseguiu criar mais chances e finalizou oito vezes contra o gol do Retrô. O destaque ficou para o goleiro Jean, que conseguiu manter o zero no placar do Náutico. O Retrô finalizou apenas duas vezes, sem eficiência, e o jogo foi para o intervalo empatado em 0 a 0.

guilherme paraíba fazendo gol de cabeça
Guilherme Paraíba fez o gol da vitória do Retrô. (Foto: Divulgação/Retrô)

RETRÔ SURPREENDE

Na volta do segundo tempo, a pressão do Náutico continuou e o Timbu chegou com Kieza e Jean Carlos. Porém, quem abriu o placar foi o Retrô. Aos 23 minutos, em cobrança de escanteio, Yuri desviou e Guilherme Paraíba cabeceou a bola para o fundo da rede.

O Timbu continuou pressionando em busca do empate e a firme defesa do Retrô esquentou o jogo, havendo algumas pequenas confusões. Aos 38 minutos, Zumbi, o cachorro da polícia, invadiu o gramado, roubou a bola e fez com que a partida fosse brevemente paralisada.

Depois da retirada do cão, o jogo voltou e o árbitro apontou oito minutos de acréscimos. Mesmo com os minutos adicionais, o Náutico não conseguiu o empate.

Confira também: