Guarani faz partida equilibrada e volta a vencer

Time ganhou dez dos últimos 12 pontos disputados

por ARIOVALDO IZAC - - - Campinas

Clareou. Clareou porque o Guarani ganhou dez dos últimos 12 pontos disputados nesta Série B do Campeonato Brasileiro.

Clareou porque já se vê melhor distribuição da equipe em campo, com ajustes de compartimentos, como na vitória deste domingo sobre o Avaí por 2 a 1, em Campinas.

Contribuiu para isso a fixação do então zagueiro Bruno Silva como primeiro volante, no lugar de Deivid.

Não bastasse ganho na função primordial de desarme sem que se recorrer desnecessariamente às faltas, Bruno Silva tem passado a bola corretamente, e se movimenta para continuidade das jogadas.

LUCAS CRISPIM

Evolução passa pela regularidade do meia Lucas Crispim na condução de bola e trabalho de recomposição, virtudes que haviam desaparecido nos tempos do treinador Ricardo Catalá.

E mais: descoberta, no transcorrer da partida, de espaço recomendável a ser explorado.

Não se sabe se por intuição do atleta ou orientação do treinador Felipe Conceição, durante o primeiro tempo ele soube se posicionar ora no lado direito do campo ofensivo, rente a linha lateral, ora no espaço entre o quarto-zagueiro Betão e lateral-esquerdo João Lucas, para dar fluxo às jogadas, e assim criar as principais jogadas de ataque da equipe bugrina.

Basta recordar que o lance que originou o primeiro gol começou com jogada dele, que passou a bola para o centroavante Rafael Costa, já dentro da área. Aí, na finalização e rebote do goleiro Clédson, o também atacante Júnior Todinho ganhou a disputa pelo alto do lateral-direito Iury e marcou de cabeça aos 32 minutos.

Portanto, pra quem sequer tinha plano definido de jogo e deixava a coisa correr por conta do acaso, é nítida a evolução do conjunto e de peças individuais do Guarani.

ARTUR REZENDE

Naquela altura uma troca forçada já havia sido feita no time bugrino, com a lesão do volante Eduardo Person, para entrada de Artur Rezende, que, a rigor, teve a chance de ampliar ainda na primeira fase, numa das raras jogadas frutíferas do atacante Renanzinho.

Todavia o chute foi defendido pelo goleiro Cledson, que, bem colocado já havia defendido cabeçada de Rafael Costa.

Evidente que apenas três chegadas de embaraço à meta do Avaí ainda está aquém daquilo que se espera, mas o equilíbrio para não permitir avanços do adversário foi considerável no primeiro tempo.

AVAÍ SE ARRISCA

Em desvantagem no placar, era natural que o treinador Geninho, do Avaí, sacasse um dos volantes - caso de Ralf - trocando-o por Jonathan, de características mais ofensiva, no segundo tempo.

Com o natural maior volume de jogo do Avaí, o Guarani soube se resguardar e foi beneficiado pelos seguidos erros de passes e lançamentos do time catarinense ao buscar jogadas ofensivas.

Assim, susto mesmo foi na certeira finalização do meia Pedro Castro e notável defesa do goleiro Gabriel Mesquita.

Nas raras vezes que se aproximava da área do Avaí, o Guarani levou perigo.

Primeiro em erro de Luan Silva, do Avaí, em recuo de bola. Aí Rafael Costa ganhou a jogada, serviu Renanzinho, que desperçou a oportunidade de ampliar a vantagem.

ROMÉRCIO

Depois, aos 31 minutos, em cabeçada do zagueiro Romércio, após cobrança de escanteio, que parecia não trazer consequência. Todavia os jogadores Felipe e Alan Costa do time catarinense se atrapalharam na jogada e a bola foi pra rede.

Projeção natural era de consolidação da vitória bugrina por 2 a 0, mas desatenção defensiva implicou no gol de honra dos visitantes.

Após cobrança de escanteio e rebote de Gabriel Mesquita, Jonathan cruzou e Alan Costa marcou.

ERICK DALTRO

Lateral-esquerdo Erick Daltro continua destoando no time bugrino. Não bastasse desvantagem na marcação adversária, errou demais na entrega de bola.

Assim, na ausência do titular Bidu, treinador Conceição precisa buscar outra alternativa para a posição.

ARIOVALDO IZAC - -
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos