Confira no FI tudo dos finalistas de 2022

FI traz as informações dos times que chegam à grande finalíssima, Portuguesa e São Bento: números, campanhas, retrospecto, história, tabus.

Categorias: Futebol Interior

Por: Rivail Oliveira, 16/04/2022

whatsapp image 2022 04 14 at 19.33.30 1
São Bento x Portuguesa, final da Série A2 do Paulista 2022 (Foto: Dorival Rosa/Portuguesa)

São Paulo, SP, 16 (AFI) – Com a expectativa de um grande jogo, Portuguesa e São Bento definem neste domingo, às 19h no Estádio Osvaldo Teixeira Duarte, o campeão paulista da Série A2 de 2022. No primeiro jogo, quinta-feira, no Estádio Walter Ribeiro em Sorocaba, deu empate por 1 a 1. Com muita competência, ambos asseguraram vagas para a primeira divisão de 2023. E chegam à grande final com números muito positivos na temporada.

O Futebol Interior fez um levantamento das campanhas, os números, os artilheiros, os tabus, os destaques, das duas grandes finalistas do campeonato do acesso de 2022. Lembrando que ambos estão assegurados na primeira divisão de 2023.

EQUILÍBRIO NOS ÚLTIMOS JOGOS

O equilíbrio vem sendo a marca nos últimos duelos entre lusos e sorocabanos. Foram nos dois últimos jogos entre lusos e sorocabanos. Além do 1 a 1 na primeira final, pela terceira rodada da Série A2, São Bento e Portuguesa ficaram no 0 a 0 no Canindé dia 3 de fevereiro de 2022. 
Outro detalhe é que foram m três empates nos últimos dez jogos entre eles: 1 a 1 na primeira final deste ano no CIC, 0 a 0 no Canindé em fevereiro deste ano e 2 a 2 no Paulistão de 2015. As últimas vitórias da Portuguesa foram 3 a 2 e 2 a 0 em 2021 na Série D. A última vitória do São Bento foi no Paulista da Série A2 de 2020, 1 a 0 em Sorocaba. 
Nos últimos dez jogos,  A Lusa venceu três vezes: 3 a 2 e 2 a 0 em 2021, 1 a 0 em 1990 e 2 a 1 em 1989); o São Bento venceu três (1 a 0 em 2020, 2 a 0 em 2006 e 1 a 0 em 1998). Ocorreram ainda, três empates: 1 a 1 e 0 a 0 em 2022,e 2 a 2 em 2015.

LUSA TEM VANTAGEM NO RETROSPECTO

A Portuguesa leva vantagem no retrospecto nos jogos com o São Bento.

Segundo dados do site O Gol, foram realizados até hoje 60 jogos, com 30 vitórias da Portuguesa, 12 do São Bento, 18 empates. Distribuídos desta forma: Paulista A2: 3 jogos, 1 vitória do São Bento e 2 empates; Paulistão: 54 jogos: 27 vitórias da Portuguesa, 11 do São Bento e 16 empates; Brasileiro Série B: 1 jogo, 1 vitória da Portuguesa; e Brasileiro Série D: 2 jogos, 2 vitórias da Portuguesa.

Em relação aos gols, em 60 jogos a Portuguesa marcou 102 vezes e o São Bento 59 gols.

EM CASA, FORA, VITÓRIAS E O PRIMEIRO JOGO

Segundo esse levantamento, em Sorocaba foram 26 jogos, 13 vitórias do São Bento, 8 da Portuguesa e 7 empates. Com mando luso (Canindé, Pacaembú etc), foram registrados 31 jogos, com 17 vitórias da Portuguesa, 4 do São Bento e 7 empates.
As maiores vitórias da Portuguesa: em casa, 5×0 no Paulistão de 1985, e fora de casa, 5×0, no Paulistão de 1974. Do São Bento: em casa, 1963, no Paulistão, 4×0;e fora de casa, 2×0 no Paulistão de 2006, 2×0.
Os primeiros jogos oficiais entre lusos e sorocabanos foram registrados no Paulista de 1963,quando o São Bento estreou na primeira divisão.  Dia 4 de agosto de 1963, São Bento 4×0, no Estádio Humberto Reale; e ainda dia 3 de outubro de 1963, em São Paulo, Portuguesa 2×2 São Bento.
Os últimos jogos oficiais foram: dia 14 de abril de 2022, CIC, Sorocaba, primeira final, 1 a 1; dia 3 de fevereiro de 2022, Portuguesa 0x0 São Bento, Paulista Série A2, Canindé, São Paulo; e dia 7 de agosto de 2021, São Bento 2×3 Portuguesa, Brasileiro Série D de 2021, no CIC em Sorocaba.

TABU NA DÉCADA DE 70

O duelo entre Portuguesa e São Bento registra um tabu de 1971 a 1976, com vitórias lusas. Começou em 24 de abril de 1971 (Portuguesa 3×1 São Bento, São Paulo), só foi quebrado dia 4 de agosto de 1976, 2×0 para o São Bento, jogando em Sorocaba.

Foram dez jogos com vantagem Lusa: 3×1 e 2×1 (71), 4×0 e 3×2 (72),1×0 e 2×1 (73), 5×0 e 0x0 (74), 2×2 (75), e 4×0 (76) Esse tabu só foi quebrado dia 8 de agosto de 1976, com uma vitória em Sorocaba por 2 a 0.

PREMIAÇÃO

No ano passado o campeão da Série A2 recebeu R$ 280 mil e o vice, R$ 200 mil, o terceiro lugar, R$ 120 mil, e o quarto, R$ 110 mil. Do quinto lugar para baixo, até o 16º lugar, a premiação foi de R$ 87 mil a R$ 16 mil.

A premiação total para todos os 16 clubes foi de R$ 1,1 milhão. A premiação de 2022 não foi divulgada oficialmente.

RAIO X DA LUSA

Fundação:  13 de agosto de 1920, 103 anos
Títulos  em destaque: 1935, 1936 e 1973 ( Paulistão),  2007 e 2013 (Série A2), 1973 (Taça Estado de SP), 1976 (Taça Governador do Estado de SP), 1920 (Copa Paulista). Obs: foi campeã do Brasileiro da Série B em 2011.
Artilheiros em 2022: Luan e Daniel Costa, 4 gols; Caio e Patrick, 3;Gustavo França, Cesar, Diogo, Gu e Léo, 2; Danilo, Eduardo Diniz e Flávio, 1 gol
Treinador: Sérgio Soares, 55 anos
Base do acesso: Thomazella; Railan, Naldo, Patrick e Carlos Henrique(Marco ou Rickson); Marzagão, Tauã e Daniel Costa; Cesinha (Luan), Caio Mancha e Gustavo França.
Campanha na A2 – A Portuguesa chega a essa final com uma grande campanha. O time comandado por Sérgio Soares fez 20 jogos, somou 43 pontos, com 12 vitórias, 7 empates e 1 derrota, 27 gols pró e 8 gols contra. Em casa foram 10 jogos, 21 pontos, 6 vitórias, 3 empates e 1 derrota, 13 gols pró e 5 gols contra. Fora de casa foram, 10 jogos, 19 pontos, 6 vitórias, 4 empates e nenhuma derrota, 12 gols pró e 2 gols contra.
Todos jogos – Fase 1 – 3×0 Primavera, 27/01, Indaiatuba; 4×0 Monte Azul, 31/01, Canindé; 0x0 São Bento, 03/02, Canindé; 1×0 Lemense, 06/02, Leme; 2×1 São Caetano, 09/02, Canindé; 3×0 Red Bull Brasil, 13/02, Bragança Paulista; 1×0 Juventus, 16/02, Canindé; 1×1 Linense, 20/02, Lins; 0x0 XV de Piracicaba, 23/02, Canindé; 1×0 Velo Clube, 26/02, Rio Claro; 0x1 Rio Claro, 02/03, Canindé; 0x0 Oeste, 05/03, Barueri; 2×1 Taubaté, 09/02, Canindé; 1×1 Audax, 12/03, Osasco; 3×1 Portuguesa Santista, 19/03, Canindé Quartas – 1×0 Primavera, 26/03,Indaiatuba; 1×0 Primavera, 29/03, Canindé Semifinais – 1×0 Rio Claro, 02/04, Rio Claro; 1×1 Rio Claro, 09/04, Canindé Finais – 1×1 São Bento, 14/04, Sorocaba.

RAIO X DO BENTÃO

Fundação  13 de setembro de 1913, 108 anos
Títulos  de destaque em SP: 1962 (A2), 2001 e 2013 (A3), Copa Paulista (2002), 1985 (Taça Estado de SP) , 1963, 1965, 1966 e 2016 (Paulista do Interior); 2020 (Vice da Série A2); 2016 (3º lugar no Paulistão),  2016 (3º lugar Brasileiro Serie D), 2017 (3º lugar Brasileiro Série C).
Artilheiros DE 2022: Marcos Nunes, 5; Wilson Junior, 4; Lucas Lima e Cristiano, 3; Diego Sacoman e Diogo Oliveira, 2; Denis Neves, Kayan, Victor Pereira e Douglas Mendes, Serginho 1 gol; Naldo (Portuquesa), contra, 1 gol.
Treinador – Paulo Roberto Santos , 61 anos.
Base no campeonato- Zé Carlos; Eliandro, Victor Pereira, Diego Sacoman e Denis Neves (Foguinho); Serginho, Lucas Lima, Diogo Oliveira e Gian; Marcos Nunes e Cristiano.
Campanha na A2 – O São Bento, comandado por Paulo Roberto, fez ótima campanha na A2. Foram 31 pontos, 20 jogos, 7 vitórias, 10 empates e 3 derrotas, 26 gols pró e 17 gols contra; 6º lugar na primeira fase. A campanha em casa: 11 jogos, 17 pontos, 4 vitórias, 5 empates e 2 derrotas, 14 gols pró e 10 gols contra. Fora de casa: 9 jogos 14 pontos, 3 vitórias, 5 empates e 1 derrota, 12 gols pró e 7 gols contra.
Todos jogos na A2 – Primeira fase: 2×0 Audax, 26/01, Osasco; 1×1 Primavera, 30/01, Sorocaba; 0x0 Portuguesa, 03/02, Canindé; 1×0 Taubaté, 06/02, Sorocaba; 0x0 Rio Claro, 09/02, Rio Claro; 0x0 Portuguesa Santista 12/02, Sorocaba; 1×2 XV de Piracicaba, 16/02, Sorocaba; 1×1 Red Bull Brasil, 20/02, Bragança; 3×1 Lemense, 23/02, Sorocaba; 0x3 Oeste, 27/02, Barueri; 1×1 Linense, 02/03, Sorocaba; 3×1 São Caetano, 05/02, São Caetano; 2×0 Monte Azul, 09/03, Sorocaba;0x0 Juventus, 13/03, São Paulo; 1×2 Velo Clube, 19/03, Sorocaba Quartas – 1×0 XV de Piracicaba, 26/03,Sorocaba; 5×1 XV de Piracicaba, 29/03, Piracicaba Semifinais – 2×2 Oeste, 02/04, Sorocaba; 1×1 Oeste, 09/04, Barueri (3×2 penais) Finais –  1×1 São Bento, 14/04, Sorocaba

Confira também: