Jogador de time da Libertadores é detido com arma antes de clássico

O jogador de futebol, que portava uma pistola 9 milímetros, ia com mais três pessoas ao Campus Maldonado

Categorias: Futebol Mundo

Por: Agência Futebol Interior, 27/01/2022

penarol arma

São Paulo, SP, 27 (AFI) – Nicolás Schiappasse foi detido pela Polícia enquanto se dirigia para Maldonado em um carro particular, informou o Underlined. O jogador de futebol, que portava uma pistola 9 milímetros, ia com mais três pessoas ao Campus Maldonado para assistir ao segundo clássico de verão entre Peñarol e Nacional como espectador. O veículo trafegava no traçado da Interbalnearia, na zona de portagem de Solís.

O atacante de 23 anos não faz parte do elenco do Peñarol que disputa o clássico contra o Nacional e viajava às 17h45 no carro em vez do companheiro quando foi preso. O motorista era outro homem de 22 anos e no banco de trás, as duas mulheres, de 18 e 22 anos.

Quando o veículo parou no departamento de Maldonado, as tropas estacionadas no controle da estrada observaram uma atitude evasiva e desconfiada de Schiappacasse, que “está tentando esconder algo”, informaram fontes da investigação ao Portal Montevidéu com base no boletim de ocorrência.

PROBLEMA!

Os policiais perguntam ao jogador o que ele está tentando esconder e ele respondeu que era apenas um mergulhador. Ao registrá-lo, os policiais constataram que ele estava com uma arma de fogo dentro da vestimenta.

É uma pistola de 9 mm com oito cartuchos. Questionado pelos agentes sobre isso, Schiappacasse disse que “a arma era uma entrega para os torcedores, para entrar no estádio, mas ele não sabia para quem deveria entregá-la”.

penarol arma
Nicolás Schiappasse foi detido com uma arma

O condutor do veículo possui antecedentes criminais por tráfico de drogas. Os quatro jovens foram detidos e estão à disposição da advogada do 4º Turno de Maldonado, Ana Carolina Dean, que providenciou para que a Polícia Científica documentasse a arma e o veículo.

O promotor tem 48 horas para indiciá-los em audiência de formalização por posse ou tráfico de armas e munições; Decorrido este prazo, se considerar que não vale a pena requerer medidas judiciais a este respeito, o arguido pode ser posto em liberdade.

O presidente do Peñarol, Ignacio Ruglio, falou após ouvir as notícias sobre o futebolista e sua relação com o clube. “Vou esperar para saber o que aconteceu. Hoje ele não é jogador do Peñarol, mas está ligado. Sabemos que tipo de medidas devemos tomar quando as coisas se confirmarem”, disse Ruglio à Radio Oriental.

Confira também: