Está voltando ao Guarani o Rodrigo Andrade retumbante ou o oscilante?

Participe e mande a sua opinião no Blog do Ari sobre o que acha disso !

Seria aquele que chegou ao Guarani e estreou na goleada que a equipe sofreu para o Ituano por 3 a 0, na largada do Paulistão 2021?

Categorias: Colunas

Por: ARIOVALDO IZAC - -, 20/01/2022

rodrigo andrade Guarani 2021 e1642648890502
Rodrigo Andrade é solução no Guarani?

Para se proceder o devido balanço de assuntos ligados aos clubes campineiros, o espaço, agora, é do Guarani

No entanto, nada impede que pontepretanos opinem sobre cobrança judicial de parcelas de dívida da Ponte Preta com o ex-presidente Vanderlei Pereira, de R$ 1,3 milhão.

Então, bugrinos, chega ao clube Lucas Venuto, ex-atacante do Santos, que sequer lembro as suas características.

Assim, o espaço está aberto pra quem se habilita comentar.

ENTRE NO BLOG DO ARI E EMITA SUA OPINIÃO !

RODRIGO ANDRADE

A propósito: que Rodrigo Andrade está voltando ao Guarani?

Seria aquele que chegou ao clube e estreou na goleada que a equipe sofreu para o Ituano por 3 a 0, na largada do Paulistão do ano passado, em Campinas?

Naquele jogo ele entrou no segundo tempo, em substituição ao atacante Bruno Sávio, dia primeiro de março, para posteriormente se firmar como titular, na condição de segundo volante.

E que segundo volante com cara de meia! Que facilidade para se aproximar da área adversária!

Fazia isso como condutor de bola destemido de aplicar dribles em adversários, e com isso clarear jogadas de ataque.

E com condição física privilegiada pra fazer constante vaivém!

Volante que armava, mas se impunha na marcação e com elogiada capacidade de desarme.

Diferentemente da ‘volantaiada’ que se desfaz da bola diante de aproximação de qualquer adversário, Rodrigo Andrade chamava o jogo e usava a caixa toráxica e braços abertos para esconder a bola de marcadores, e assim se desvencilhar deles.

OUTRO RODRIGO ANDRADE

Aí surgiu uma lesão muscular, que o afastou por relativo período do time bugrino.

Quando do retorno, foi flagrante o descuido daquele condicionamento físico privilegiado.

Nem de longe lembrava aquele atleta de plena funcionalidade da função.

Por vezes até se arrastava em campo e sequer justificava a escalação, mas o treinador Daniel Paulista ainda o prestigiava.

Assim, apenas nas rodadas derradeiras da Série B do Brasileiro o futebol dele foi reaparecendo, embora sem o brilho de outrora.

Eis aí a interrogação: o que teria provocado aquela bruta queda de rendimento?

Como perguntar não ofende, seria algum fator extracampo?

Seja como for, o bugrino aprova a volta do atleta, projetando que volte a ser aquilo que já foi.

GUARANI PAGA

Sem que fossem reveladas bases financeiras do acordo, a imprensa baiana informa que ano passado o Vitória – que detém os direitos econômicos do atleta – pagava parte dos salários. E acrescenta que agora o Guarani terá que arcar com 100%.

O vínculo do atleta com o Vitória vai se prolongar até maio de 2023, e estranhamente o clube tem feito repasse a agremiações.

Antes do Guarani, o empréstimo foi para o CSA, de Alagoas.

E Rodrigo Andrade já pode ser aproveitado na estreia bugrina no Paulistão, contra o São Paulo, às 21h30 de quinta-feira da semana que vem, no Estádio Brinco de Ouro, sem presenças de torcedores são-paulinos.

Rodrigo Andrade havia sido suspenso por causa daquela briga com o lateral-esquerdo Bidu, ao término de jogo contra o Novorizontino, e punido com quatro jogos de suspensão.

Agora, o TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) da Federação Paulista de Futebol decidiu reverter a pena para 30 cestas básicas, o mesmo ocorrendo com o seu companheiro de clube.

Confira também: