Após eliminação na Copa do Brasil, Vasco demite treinador Cristóvão Borges

Eurico Miranda agradeceu os serviços prestados pelo técnico, mas informou que trocará o comando do time

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 17 (AFI) – Cristóvão Borges não é mais técnico do Vasco da Gama. Na tarde desta sexta-feira, o clube informou, por meio de um comunicado assinado por Eurico Miranda, que o treinador não seguirá no comando do time. Novos nomes já começam a ser especulados e PC Gusmão, que faz um bom trabalho no Madureira, é o favorito.

Cristóvão Borges foi demitido nesta sexta-feira (Divulgação/Vasco da Gama)
Cristóvão Borges foi demitido nesta sexta-feira (Divulgação/Vasco da Gama)
Contratado ao final do ano passado, o técnico já assumiu o Cruz-Maltino sob muitas dúvidas. A campanha ruim com o Corinthians, meses antes, deixou a torcida com a pulga atrás da orelha e Cristóvão não teve apoio das arquibancadas.

Ex-meio-campista, o treinador teve sua segunda passagem pelo Vasco. Na primeira vez, foi vice-campeão brasileiro em 2011 e levou o clube até as quartas de final da Copa Libertadores. Depois, porém, fracassou em Flamengo, Fluminense, Corinthians, entre outros.

Com a saída do técnico, o Vasco vai ao mercado em busca de uma alternativa. Recém-promovido à Série A do Brasileirão, o time não pode sequer pensar em mais um rebaixamento. Por isso, além de PC Gusmão, Vanderlei Luxemburgo e Milton Mendes, que estão desempregados, também podem ser procurados.