Fluminense 3 x 0 Nacional Potosí - Insistente, Tricolor constroi boa vantagem no fim

O Tricolor insistiu no ataque e conseguiu marcar três vezes quando o jogo caminhava para o final

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 11 (AFI) – O Fluminense conseguiu um ótimo resultado contra o Nacional Potosí, da Bolívia, na noite desta quarta-feira, pelo jogo de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana. As coisas começaram a dar certo para o Flu depois da metade do segundo tempo e o time conseguiu construir uma vitória 3 a 0.

O resultado dá certa tranquilidade para a equipe carioca, que sabe que deverá ter vida muito dura por causa da altitude no jogo de volta. O Tricolor visitará o Nacional Potosí no estádio Víctor Agustín Ugarte, em Potosí, a segunda cidade mais alta do mundo. O confronto acontecerá na quinta-feira, dia 10 de maio, às 21h45.

FLU PASSOU PERTO
A primeira boa chance do jogo foi do Fluminense, aos 16 minutos. O time carioca fez praticamente uma roda de ‘bobinho’ na área do time adversário e, após trocar vários passes, Sornoza ajeitou para finalização de Jadson, que foi defendida pelo goleiro adversário.

Pedro fechou a conta em cobrança de pênalti
Pedro fechou a conta em cobrança de pênalti

A melhor chance do Nacional Potosí no primeiro tempo foi em um chute de longa distância, defendido sem maiores problemas por Júlio César. Já o Flu teve outra grande chance de marcar, aos 46 minutos. Sornoza levantou cobrança de falta na área e Gum cabeceou para o gol, mas o goleiro adversário realizou um milagre para espalmar a bola e impedir o gol.

RENATO CHAVES EM TODAS
O Fluminense não conseguiu o gol na etapa inicial e pressionou no segundo tempo porque sabe que terá missão complicada na Bolívia. Mas a superioridade ofensiva dos brasileiros só foi dar resultado aos 27 minutos, quando Sornoza bateu escanteio, Renato Chaves desviou de cabeça e Pablo Dyego completou para o fundo das redes.

Muito participativo, o garoto Pablo Dyego quase ampliou aos 31 minutos com um golaço. Renato Chaves ajeitou, Pablo Dyego deu um chapéu no adversário e mandou uma bicicleta que parou no travessão.

Mas o segundo gol tricolor veio aos 36 minutos. Após levantamento de Sornoza na área, Renato Chaves ajeitou mais uma de cabeça e Gum mandou para o fundo do gol de cabeça. E ainda teve tempo para o terceiro. Após bola na área, Renato Chaves, de novo ele, desviou de cabeça, mas o juiz viu um puxão de Jorge Flores e marcou pênalti. O atacante Pedro foi para a cobrança e mandou a bola para um lado e o goleiro para o outro, fechando o marcador.

Ficha Técnica

Fase
Primeira Fase
Rodada
1ª rodada
Data
11/04/2018
Horário
21h45
Local
Maracanã - Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro
Nicolás Gallo (COL)

Renda
R$ 178.265,00.
Assistentes
Eduardo Diaz (COL) e Jhon Alexander Leon (COL)

Público
6.400 pagantes (6.892 no total).
Cartões Amarelos
Fluminense-BRA: Pablo Dyego, Sornoza, Jadson, Gum
Nacional Potosí-BOL: Romero, Galaín , Alaca, Galvis , Jorge Flores, Reina

Cartões Vermelhos
Nacional Potosí-BOL: Alaca
Gols
Fluminense-BRA: Pablo Dyego 27' 2T, Gum 36' 2T, Pedro 43' 2T
Fluminense-BRA
Júlio César;
Gilberto, Renato Chaves, Gum, Ibañez e Ayrton Lucas;
Richard, Jadson (Matheus Alessandro) e Sornoza (Douglas);
Marcos Junior (Pablo Dyego) e Pedro.
Técnico: Abel Braga
Nacional Potosí-BOL
Romero;
Brian Meza, Montenegro Medina, Galaín e Alaca;
Galvis (Saúl Torres), Salazar, Edson Pérez e Jorge Flores;
Piñero da Silva e Reina.
Técnico: Edgardo Malvestiti