Remo é condenado a pagar R$ 95 mil a volante França

França defendeu o Remo em 2017, mas deixou o clube com uma série de pendências financeiras

por Agência Futebol Interior

Belém, PA, 02 (AFI) – Após amargar longo período na Série C do Brasileiro, o Remo disputará a Série B em 2021 e também terá que administrar as dívidas que só crescem com o passar dos anos. Na última segunda, por exemplo, o clube foi condenado a pagar pouco mais de R$ 95 mil ao volante França (foto abaixo).

França defendeu o Remo em 2017, mas deixou o clube com uma série de pendências financeiras. Sem acordo, entrou na Justiça do Trabalho pleiteando salários que não foram pagos e os depósitos de FGTS. O Remo perdeu o processo e ainda foi condenado a pagar honorários e custas judiciais, numa condenação total de R$ 95.557,38.

O jogador fez apenas seis jogos com a camisa do Remo na Série C de 2017 e não marcou nenhum gol.

França defendeu o Remo na Série C de 2017
França defendeu o Remo na Série C de 2017
Aos 29 anos, França foi destaque do Criciúma em 2012 e de lá chegou a ser contratado pelo Hannover, da Alemanha. Chegou ao Palmeiras em 2013, mas não foi bem e acabou saindo para Figueirense, Londrina, Brusque, Boa Esporte, Inter de Limeira, Noroeste e neste ano foi contratado para atuar pela Portuguesa Santista no Campeonato Paulista da Série A2.

FRANÇA E AS POLÊMICAS
Em 2015, França foi alvo de polêmico após se envolver em briga numa casa noturna de Florianópolis e depois ter tentado agredir cinegrafistas de uma emissora de televisão. No ano seguinte o volante voltou a ganhar a capa dos jornais ao se envolver em acidente de trânsito e fugir do hospital onde foi levado para ser socorrido.

Em meio a essa condenação, o Remo trabalha focado em enfrentar o arquirrival Paysandu no próximo domingo, às 17 horas, pelo Campeonato Paraense.