BLOG DO ARI: E daí, vai ficar tudo igual como Dantes no castelo de Abrantes?

Convenhamos que pelo menos o treinador Fábio Moreno, da Ponte Preta, não precisava ser teimoso e cometer erros primários.

por Agência Futebol Interior

Que o Mirassol viria a Campinas credenciado a conquistar vitória sobre a Ponte Preta, na noite desta quinta-feira, isso não era segredo pra ninguém. E isso foi confirmado através do placar por 2 a 1.

Convenhamos que pelo menos o treinador Fábio Moreno, da Ponte Preta, não precisava ser teimoso e cometer erros primários.

Depois, na entrevista coletiva, respostas vazias.

Pela inoperância da diretoria do clube, o profissional ainda se manifestou confiante de que vai acertar o time.

Será?

Não precisa ser comandante de equipe de futebol para detectar coisas óbvias que poderiam ter sido evitadas na escalação contra o Mirassol.

Foi isso que falei na minha participação no programa esportivo da Rádio Brasil Campinas, entre 12h e 13h desta quinta-feira.

Confira trecho extraído de minha fala!

RUAN RENATO

Por que improvisar Ruan Renato na lateral-esquerda?

Se como zagueiro já tem lá as suas deficiências, numa posição sem familiaridade perde ainda mais a confiança, como ocorreu por ocasião do primeiro gol do Mirassol, em cabeçada do zagueiro Danilo Boza aos 27 minutos do primeiro tempo, após cobrança de escanteio.

Ele, Ruan Renato, não acompanhou o adversário, a exemplo do goleiro Ygor Vinhas, que falhou por não ter interceptado o cruzamento.

Ali, desajeitado na lateral, Ruan Renato só deu chutões.

Macaca voltou a mostrar erros primários e perdeu outra em casa
Macaca voltou a mostrar erros primários e perdeu outra em casa

LUIZÃO

Pra que voltar ao time o instável zagueiro Luizão?

Pra que correr susto? Pra esperar lance de comprometimento, como ocorreu quando de forma reprovável subiu com o braço aberto dentro da área e cometeu pênalti, na disputa com o meio-campista Sousa, do Mirassol?

A cobrança foi convertida por Pedro Lucas aos seis minutos do segundo tempo.

Embora tivesse ficado na roda do Mirassol na maior parte do primeiro tempo, a Ponte ainda teve uma chance de gol.

Foi quando o seu atacante Paulo Sérgio cabeceou bola no travessão, após cobrança de escanteio.

MIRASSOL DESPERDIÇA

Depois que sofreu o segundo gol a Ponte havia sumido em campo.

Por isso, a coisa estava tão fácil para o Mirassol que até se deu ao luxo de desperdiçar chances para ampliar o placar durante o segundo tempo.

Em uma delas, no primeiro minuto, Pedro Lucas chutou pra fora. Em seguida, Ruan Renato perdeu bola na defesa e Cássio Gabriel desperdiçou.

Mais dois lances agudos do Mirassol ocorreram quando Pedro Lucas exigiu defesa difícil de Ygor Vinhas e Cássio Gabriel, no chute, acertou o travessão.

MOISÉS DE NOVO

Depois disso o treinador Eduardo Baptista, do Mirassol, começou a fazer trocas para poupar jogadores, devido à desgastes físicos, e isso resultou em queda de rendimento de sua equipe.

Nas trocas feitas na equipe da Ponte, houve revigoramento físico. Assim, a bola passou a rondar a área do Mirassol.

Àquela altura o lateral-direito Apodi havia se transformado em atacante, respaldado pelo deslocamento do volante Dawhan na posição.

E foi num cruzamento de Apodi, aos 29 minutos, que o atacante Moisés acertou chute de primeira e marcou o gol da Ponte.

Aí o jogo incendiou, com a Ponte, na base da correria, em busca do empate

Por pouco isso não ocorreu aos 44 minutos, quando, num bolo de jogadores, supostamente Lucatelli teria escorado de cabeça e a bola chocando-se no travessão.

O jogo se arrastou até os 52 minutos, mas o Mirassol soube como administrá-lo e se credenciar à conquista da vaga à fase quartas-de-final do Paulistão.

E A SEXTA-FEIRA?

Desculpa vai, desculpa vem, e o torcedor pontepretano percebe claramente o time desarrumado, sem padrão de jogo, sem saída de bola qualificada da defesa, e dependendo de lampejos de jogadores para chegar à vitória.

Será que não vão acordar? Não terão percepção de que passou da hora de mexida na comissão técnica?

Largada da Série B do Campeonato Brasileiro vai ocorrer em menos de um mês, o planejamento de elenco precisa ser refeito, e tudo vai ficar do mesmo jeito?