Palmeiras x Ponte Preta - Tão próximos... E tão distantes!

por Agência Futebol Interior

Campina, SP, 19 (AFI) - Posicionados próximos na tabela de classificação do Campeonato Paulista, Palmeiras e Ponte Preta se enfrentam em momentos completamente opostos, neste sábado, às Depois de passar por momentos difíceis, o time alviverde recuperou a confiança, principalmente após vencer o Santos, por 4 a 3, na Vila Belmiro. Este resultado, aliado às vitórias sobre Sertãozinho (3 x 2) e Paysandu (2 x 1, pela Copa do Brasil), acalmou os ânimos no clube. Com 22 pontos, na sétima posição, os palmeirenses querem usar a Ponte como trampolim para encostar no Timão, quarto, com 26 pontos.

17 horas, no Palestra Itália, pela 15ª rodada. Enquanto o Verdão vem embalado por três vitórias seguidas, a Macaca vive um momento conturbado pelos seguidos tropeços em casa, não apagados pela vitória sobre o Bragantino, por 4 a 3, na última rodada.

A Macaca, por sua vez, tenta sua última cartada. Com apenas 0,8% de chances de classificação, na visão dos matemáticos, o time deve voltar suas atenções para a Copa do Brasil e o Brasileiro da Série B, em caso de derrota. Com 21 pontos, na nona colocação, vem vitória sobre o Bragantino, resultado que quebrou uma sequência de três derrotas seguidas em casa, para Sertãozinho, Oeste e São Paulo.

Tabu alvinegro
Não bastasse o fato de encarar um dos principais times do país, a Ponte ainda tenta acabar com um longo jejum. A última vitória sobre o Palmeiras no Palestra Itália, em jogos do Campeonato Paulista, aconteceu na edição de 1981, por 1 a 0.

De lá para cá, foram 15 partidas, com dez vitórias palmeirenses e cinco empates. O Verdão marcou 31 gols e sofreu dez.No total, os dois times já se enfrentaram em 110 oportunidades e o Alviverde tem ampla vantagem. Venceu 58 vezes, empatou 28 e perdeu apenas 24 vezes. São 192 gols do Verdão e 113 tentos alviverdes.



Improvisações no Verdão
O treinador palmeirense teve de quebrar a cabeça para montar o time. Isso porque não poderá contar com O lateral-direito Eduardo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e o zagueiro Léo, expulso na última rodada.

O elenco palmeirense treinou na manhã desta sexta-feira, na Academia de Futebol, quando o técnico Antônio Carlos acertou os últimos detalhes para o duelo. A principal novidade foi a presença do goleiro Marcos, que foi poupado na vitória sobre o Paysandu, mas deve começar jogando no lugar de Deola.

Por conta desses desfalques, Antônio Carlos foi obrigado a improvisar. O volante Márcio Araújo deve fazer a função de lateral-direito. A dúvida está em relação ao substituto de Léo. A posição é disputada pelo volante Souza e o zagueiro Gualberto.Pressão total
O alívio pelos três pontos conquistados em casa, pelo Paulistão, logo foram colocados de lado na quarta-feira, quando a Ponte empatou com a Portuguesa, por 1 a 1, em Campinas, pela Copa do Brasil. O, antes idolatrado, técnico Sérgio Guedes pôde sentir na pele a pressão e críticas por parte da torcida.



"O importante é que o time está jogando com alegria e tem evoluído", festejou o técnico Antônio Carlos.

“Contra a Portuguesa, tivemos muito mais intensidade, posse de bola, mas não conseguimos o gol. Daí, quando a vitória não vem começa este ‘zun-zun-zun’. Estas cobranças são de pessoas que não conhecem o dia-a-dia da Ponte ", disparou o treinador sem citar nomes.Para o jogo, Sérgio Guedes terá apenas um desfalque do time considerado titular. Guilherme, que vinha atuando como terceiro zagueiro, está suspenso pelo terceiro amarelo. A vaga será ocupada pelo volante Danilo Portugal. Em compensação, o goleiro Eduardo Martini retorna na vaga de Gílson, após ser poupado no último jogo.



Mudança e bronca
Palmeiras x Ponte PretaApostando no mistério, o comandante da Ponte fez alguns testes nos treinos de quinta e sexta-feira. Existe a grande possibilidade de ele entrar com uma formação mais fechada. Neste caso, o atacante Finazzi cederia lugar ao volante Pirão e Fabiano Gadelha seria adiantado ao ataque. Na verdade, Otacílio Neto seria referência no ataque, apoiado pela direita por Gadelha e, na esquerda, por Pirão.

Finazzi não gostou nem do teste e saiu bravo de campo, após o treinamento. Mas não deu entrevistas.

"Eu procuro o melhor para a entidade e não posso me preocupar com este ou aquele jogador", respondeu Guedes.

Rádio Brasil é atração
Se dentro de campo, as emoções ficam por conta da vibração da Macaca, fora dele o show é com a equipe dinâmica e eclética da Rádio Brasil Jovem Pan, de Campinas, que tranmsiti também pela internet. Aprovietando a carona, a Rádio Futebol Interior (Rádio FI) estará em cadeira acompanhando este duelo no Palestra Itália.

Ficha Técnica

Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)Palmeiras
Marcos; Márcio Araújo, Danilo, Edinho e Armero; Souza (Gualberto), Pierre, Cleiton Xavier e Diego Souza; Ewerthon e Robert.
Técnico: Antônio Carlos.


Data: 20/03/2010 (sábado)
Horário: 17h
Árbitro: Leandro Ferreira Lima

Ponte Preta
Eduardo Martini; Marcos Rocha, Diego, Léo Oliveira e Vicente; Deda, Danilo Portugal, Tinga, Fabiano Gadelha e Pirão; Otacílio Neto.
Técnico: Sérgio Guedes.