Tuchel pede reação do PSG após queda na Liga: 'Podemos reagir como campeões'

Na entrevista coletiva, Tuchel manifestou o desejo em permanecer no Paris Saint-Germain por muito tempo

por Agência Estado

São Paulo, SP, 11 - O Paris Saint-Germain (PSG) ainda junta os cacos da eliminação nas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, o maior objetivo do clube, com a derrota por 3 a 1 para o Manchester United, na última quarta-feira, em Paris. O time volta a campo pela primeira vez após o fracasso em casa nesta terça contra o Dijon, como visitante, em jogo adiado da 18.ª rodada do Campeonato Francês. O técnico alemão Thomas Tuchel pede que seu grupo de jogadores reajam logo na temporada.

"Esta é a essência do esporte: ser capaz de superar qualquer dificuldade. O time, a comissão técnica e eu mesmo queremos mostrar que podemos reagir como campeões", disse Tuchel em entrevista coletiva, nesta segunda-feira, após o último treinamento em Paris antes da viagem para a cidade de Dijon.

Após a derrota para o Manchester United, o Paris Saint-Germain deveria enfrentar o Nantes, fora de casa, no último sábado, mas a partida pela 28.ª rodada foi adiada. Com dois jogos a menos que os rivais, o time de Paris lidera o Campeonato Francês com 71 pontos, 14 a mais que o segundo colocado Lille.

Tuchel pede reação do PSG após queda na Liga: 'Podemos reagir como campeões'
Tuchel pede reação do PSG após queda na Liga: 'Podemos reagir como campeões'
Nesta terça-feira, Tuchel confirmou que não levará o centroavante uruguaio Edinson Cavani, que ainda se recupera de uma lesão muscular sofrida há um mês, por precaução. "Ele fez um treinamento individual ontem (domingo), mas não estará disponível para amanhã (terça-feira). Há muitos riscos (de agravar a contusão)", afirmou o treinador.

Na entrevista coletiva, Tuchel manifestou o desejo em permanecer no Paris Saint-Germain por muito tempo. Contratado em maio do ano passado, seu acordo atual termina em junho de 2020. "Sim. Eu quero ficar aqui por muito tempo. Eu quero crescer com o clube, isso é absolutamente claro", comentou.