Após ação na Justiça, Givanildo Oliveira consegue acordo com clube nordestino

Depois de pedir mais de R$ 500 mil, o treinador conseguiu se acertar com o Náutico

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 30 (AFI) - Uma ação na Justiça feita pelo técnico Givanildo Oliveira em 2017 parece ter sido "resolvida" nesta terça-feira (30). Segundo a Rádio Jornal, de Pernambuco, o treinador conseguiu um acordo com o Náutico.

As pendências financeiras exigidas pelo antigo funcionário do Timbu pediam R$ 517.829,86 ao clube recifense.


Foto: Twitter/Reprodução
Foto: Twitter/Reprodução

QUASE PERDEU TUDO

A novela Givanildo de Oliveira parece ter chegado ao fim. Nos últimos tempos, inclusive, a diretoria alvirrubra tem sido cirúrgica e exata nesses casos, resolvendo os impasses com sabedoria, a fim de não criar mais dívidas.

Entretanto, em maio de 2020, o clube quase perdeu um de seus maiores patrimônios. Por conta do débito com o ex-treinador de mais de R$ 500 mil, o Timbu foi intimado a leiloar o prédio utilizado como garagem do departamento de Remo, na Rua da Aurora, em Santo Amaro.

O Náutico, todavia, conseguiu reverter a situação e, quase um ano depois, se acertar com Givanildo. Os valores não foram divulgados pela diretoria.