Ex-Corinthians critica balada de jogadores do Náutico: "Eles erraram"

Por conta da baladinha, os jogadores foram isolados do restante do grupo e treinarão isolados entre sete e dez dias

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 10 (AFI) - O experiente atacante Jorge Henrique, do Náutico, não fugiu da pergunta e se posicionou a respeito da polêmica envolvendo os zagueiros Diego Silva e Camutanga, além dos atacantes Thiago e Kieza que foram vistos e fotografados em festas com aglomeração de pessoas e sem proteção.

"Fiquei triste. Todos são amigos, mas a diretoria tomou a medida correta. Devemos tomar cuidado. Estamos vivendo em um cenário diferente. Apesar de serem meus amigos, eles erraram. O grupo está com eles, mas eles precisam cumprir a punição. Todo o elenco precisa se cuidar. Precisamos fazer exames diariamente, tomando cuidados, não indo para a rua", disse o ex-atleta do Corinthians.

Por conta da baladinha, os jogadores foram isolados do restante do grupo e treinarão isolados entre sete e dez dias em horários diferentes dos demais. Sem falar que o quarteto recebeu medidas administrativas não divulgadas.

JH deu a letra. (Foto: Caio Falcão / Náutico)
JH deu a letra. (Foto: Caio Falcão / Náutico)
SEM PROTEÇÃO!

Diego Silva, Camutanga e Thiago foram vistos em uma casa de show da capital pernambucana. Já Kieza estava em um evento privado, com menos pessoas envolvidas.

"Não só eles, mas fica para todo elenco, se cuidar, hoje o cenário é totalmente diferente. A gente tem que fazer exames praticamente todos os dias, tendo cuidado, não indo para rua. A gente sente falta deles, mas a diretoria acertou na punição para eles", completou JH.

O Estado de Pernambuco já confirmou 132.420 casos do novo coronavírus, com 7.721 mortes. O Brasil conta com mais de 4 milhões de infectados, sendo que 127.004 pessoas faleceram devido à doença.