Diretoria do Grêmio analisa compra dos direitos econômicos de promessa do Guarani

Mateusinho foi emprestado pelo Bugre ao Tricolor Gaúcho até o final da temporada

por Lucas Rossafa

Porto Alegre, RS, 04 (AFI) - A diretoria do Grêmio vai decidir pela compra ou devolução de Mateusinho apenas ao término do contrato de empréstimo, válido até dezembro de 2019.

O meia-atacante, cedido pelo Guarani no início de julho, durante a pausa para a Copa América, disputou 14 jogos e marcou um gol pelo time de aspirantes do Tricolor Gaúcho, oscilando entre a titularidade e o banco de reservas no Campeonato Brasileiro de Aspirantes, competição na qual é finalista, e a Copa RS.

À época, a negociação foi muito comemorada nos corredores do Brinco de Ouro da Princesa - o Grêmio pagou pouco mais de R$ 100 mil pelo empréstimo, embora o valor seja mantido em sigilo pelas partes.

Por filosofia de trabalho, o clube gaúcho não costuma pagar nenhum centavo para contratar algum garoto à equipe de transição.

Guarani espera lucrar com venda de Mateusinho ao Grêmio - Letícia Martins / Guarani FC
Guarani espera lucrar com venda de Mateusinho ao Grêmio

A ideia do presidente Romildo Bolzan Júnior é oferecer espaço com a 'marca Grêmio' mediante valor de compra ao fim do empréstimo.

Na negociação de Mateusinho, o Bugre foi exceção e conseguiu arrecadar um montante, colocando-o na vitrine do futebol nacional. Caso o Imortal opte por exercer a compra, tem de desembolsar em torno de R$ 1,2 milhão, segundo estipulado em contrato.

O Alviverde é dono de 60% dos direitos econômicos do atleta de 20 anos. Se o negócio avançar, a ideia do Conselho de Administração é conservar parte do percentual - no máximo 15% - e lucrar em venda futura, mediante valorização e crescimento de Mateus na capital gaúcha.

QUEM É MATEUSINHO?

Ele é tido como uma das grandes promessas recentes da base bugrina. Despertou atenção no Campeonato Paulista Sub 20 de 2018 ao fazer seis gols e fechou a campanha como vice-artilheiro.

Posteriormente, atuou na Copa São Paulo de Futebol Júnior, trajetória em que resultou na semifinal, e foi promovido ao profissional para disputar o Estadual e a Série B do Campeonato Brasileiro.