Madson discorda de Rogério Ceni, mas diz que 'respeita decisão' do treinador

O meia jogou apenas 27 minutos na temporada, mas vem se recuperando de uma lesão

por Agência Futebol Interior

Fortaleza, CE, 12 (AFI) – Poucas horas após o empate sem gols com o Ceará no Clássico-Rei, Rogério Ceni se enfiou em uma polêmica durante a entrevista coletiva. Questionado sobre a ausência do meia Madson, contratado no início do ano, mas que entrou em campo apenas uma vez, o técnico do Fortaleza avisou que o jogador precisava de uma ‘nova pré-temporada’ e chegou ‘acima do peso’. A declaração deu o que falar na capital do Ceará.

“O Madson, primeiro que está lesionado, assim como o Gabriel está lesionado, assim como o Ederson está lesionado. O Bruno (Melo) teve uma fratura na mão. O Felipe (Alves) sentiu o adutor. Ele tem de voltar para treinar novamente, a parte física, fazer uma nova pré-temporada. Veio um pouco acima do peso. Parou sete, 10 dias, precisa aprimorar a parte física em dois turnos se for de interesse dele jogar pelo Fortaleza”.

Madson jogou apenas 27 minutos na temporada, mas vem se recuperando de uma lesão. O jogador usou as redes sociais para se defender, mas respeito à decisão de Ceni: “Sobre a condição física, eu fiquei esse tempo todo treinando, é impossível um jogador de futebol não estar condicionado com esse tempo todo de treinos diários e intensos. Eu não vim aqui para ganhar o dinheiro que muitos na redes estão falando, eu vim para fazer parte do time Fortaleza”, disse o jogador, que colocou panos quentes na situação:

“Antes que criem alguma polêmica sobre esse meu texto, eu deixo bem claro que sempre respeitei a opinião e a decisão dos treinadores com quem trabalho. Se a opção do treinador é não me escalar, eu respeito e continuarei trabalhando para quando tiver a oportunidade, as coisas serem favoráveis ao meu favor e a favor do Fortaleza. E se a oportunidade não chegar, continuarei trabalhando porque sou funcionário do Fortaleza”.

CONFIRA A PUBLICAÇÃO COMPLETA DE MADSON:

“Eu cheguei ao Fortaleza no dia 3 de janeiro, e exatamente nessa foto aí, que irei postar novamente, eu já estava muito mais magro e dentro daquilo que foi estipulado para mim. A foto que tá rolando nos sites de notícias, realmente é a primeira foto tirada minha assim quando cheguei. Eu estava sim acima do peso, porém essa foto já tem 2 meses. Sobre a condição física, eu fiquei esse tempo todo treinando, é impossível um jogador de futebol não estar condicionado com esse tempo todo de treinos diários e intensos. Eu não vim aqui para ganhar o dinheiro que muitos na redes estão falando, eu vim para fazer parte do time Fortaleza. E desde a primeira entrevista me mostrei disposto e com muita vontade de jogar pro Fortaleza, e isso ainda não mudou. Então, antes que criem alguma polêmica sobre esse meu texto, eu deixo bem claro que sempre respeitei a opinião e a decisão dos treinadores com quem trabalho. Se a opção do treinador é não me escalar, eu respeito e continuarei trabalhando para quando tiver a oportunidade, as coisas serem favoráveis ao meu favor e a favor do Fortaleza. E se a oportunidade não chegar, continuarei trabalhando porque sou funcionário do Fortaleza. Desde já agradeço aqueles que me apoiam. Obrigado”.