Na degola, Jorginho ainda acredita no Figueirense: "Estamos na briga"

Figueirense ocupa a 18ª colocação com 36 pontos, um a menos do que o primeiro rival fora da zona do descenso

por Agência Futebol Interior

Ponta Grossa, PR, 13 (AFI) - Derrotado pela vice-líder Chapecoense, por 2 a 1, o Figueirense chegou ao terceiro jogo sem vitória - um empate e duas derrotas - e se manteve na zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro. Ainda assim, o técnico Jorginho acredita que poderá salvar o time do descenso. Restam quatro rodadas e 12 pontos em disputa.

"A matemática sempre fizemos. Temos que ganhar o máximo de partidas. Quanto mais, melhor. Estamos a três partidas sem vencer. Estamos na briga, que depende muito mais de nós. Acho que conseguimos crescer. Juntos estaremos fortes, separados teremos problemas", disse o comandante.

Jorginho mostra confiança. (Foto: Patrick Floriani / Figueirense)
Jorginho mostra confiança. (Foto: Patrick Floriani / Figueirense)
NA DEGOLA!

O Figueirense ocupa a 18ª colocação com 36 pontos, um a menos do que o primeiro rival fora da zona do descenso. Mesmo em situação delicada, o treinador, recuperado de Covid-19, não quer forçar nenhuma volta do departamento médico.

"Hoje, o que nós temos são estes atletas. Quem puder vir do departamento médico, melhor para nos ajudar, mas não vamos apressar o retorno de ninguém, até porque pode prejudicar o atleta", explicou.

O Figueirense voltará a campo na próxima sexta-feira, às 17h30, quando receberá o Brasil-RS no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, pela 35ª rodada. Como mandante, o time catarinense tem a terceira pior campanha (43,1%).