CBF acata pedido do STJD e retira três pontos de time da Série B

O departamento jurídico do Figueirense, porém, acredita que houve um erro de interpretação da CBF

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 08 (AFI) - Não há nada tão ruim que não possa piorar. Acatando uma decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) após julgamento realizado na última sexta-feira, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) retirou mais três pontos do Figueirense.

A punição é por conta do W.O dado pelo clube catarinense contra o Cuiabá, no dia 20 de agosto, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Além disso, o Figueirense recebeu uma multa no valor de R$ 3.000.

"Por unanimidade de votos, multar o Figueirense Futebol Clube, em R$ 3.000,00 reais mais a perda de 03 pontos, por infração ao Art. 203 do CBJD", diz a decisão publicada no site do STJD.

Tudo indica, porém, que a CBF interpretou errado o texto da decisão do STJD. Isso porque, a pena do Artigo 203 do CBJD não fala em perda de mais pontos ao clube que deu W.O: "multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais), e perda dos pontos em disputa a favor do adversário, na forma do regulamento".

CBF atualizou a tabela da Série B após a retirada de três pontos do Figueirense
CBF atualizou a tabela da Série B após a retirada de três pontos do Figueirense

O QUE DIZEM
O Figueirense se pronunciou através da assessoria de imprensa sobre o caso e disse que já entrou em contato com a CBF e o STJD para que o equívoco fosse corrigido:

"O jurídico do clube acredita que houve erro de interpretação e que foi um equívoco a retirada de mais três pontos pelo W.O. Estamos em contato com a CBF e o STJD".

Em entrevista à Rádio CBN/Diário, de Florianópolis, o procurador do Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina (TJD-SC), Mário César Bertoncini, também acredita em erro de interpretação.

O advogado Tiago Rino representou os jogadores do Figueirense no caso do W.O
O advogado Tiago Rino representou os jogadores do Figueirense no caso do W.O

"Como o W.O não é uma coisa tão frequente, eles erraram. Será facilmente corrigido. O Departamento de Competições da CBF interpretou errado o texto da decisão do STJD, que, por sua vez, poderia ser sido mais claro", analisou Bertoncini.

Procurado pelo Portal Futebol Interior, o advogado Tiago Rino, que representou os jogadores do Figueirense no caso do W.O, seguiu a mesma linha.

"Não creio que seja possível perder mais três pontos além da derrota por 3 x 0. O Figueirense perde o jogo por esse placar e sofre uma multa do STJD", explicou.

COMO FICOU!
Sem vencer há 17 jogos, o Figueirense tem 20 pontos com a decisão da CBF, continuando na lanterna. A diferença para o Vila Nova, primeiro fora da zona de rebaixamento, subiu de seis para nove pontos.