Fifa suspende por 5 anos dirigente de Serra Leoa acusado de receber subornos

O processo contra Abu Bakarr Kabba foi iniciado em 11 de julho de 2018 e resultou em uma extensa investigação

por Agência Estado

Campinas, SP, 26 - A Fifa anunciou nesta sexta-feira mais uma punição a um dirigente de um país da África. Depois de membros de Zâmbia, Moçambique e Botsuana receberem penas por envolvimento em algum tipo de escândalo que fere a ética do esporte, foi a vez de Abu Bakarr Kabba, da Associação de Futebol de Serra Leoa, receber uma suspensão de cinco anos por ter aceitado e recebido subornos para manipular partidas internacionais.

A decisão foi feita pelo Comitê de Ética independente da Fifa, que anunciou nesta sexta-feira ainda uma multa de 50 mil francos suíços (R$ 190 mil) ao dirigente de Serra Leoa.

Foto: Divulgação / Fifa
Foto: Divulgação / Fifa
O processo contra Abu Bakarr Kabba foi iniciado em 11 de julho de 2018 e resultou em uma extensa investigação de várias partidas internacionais que Wilson Raj Perumal, famoso empresário ligado a apostas, tentou manipular para favorecê-lo.

Segundo o relatório, Abu Bakarr Kabba violou o artigo 11 (suborno) do Código Ético da Fifa de 2009 e foi inabilitado para os próximos cinco anos para participar qualquer atividade relacionada com o futebol, seja administrativa, esportiva ou de qualquer outra índole, tanto em nível nacional e internacional.