Ônibus do Corinthians chega sem incidentes ao Morumbi para final

Neste domingo, a PM promoveu um bloqueio ainda maior que o normal no entorno do Morumbi

por Agência Estado

São Paulo, SP, 14 - Após o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, prometer que o time não entraria em campo na final do Campeonato Paulista contra o São Paulo caso seu ônibus fosse atacado na chegada ao Morumbi, o elenco do clube não teve problemas para se deslocar até o estádio no início da tarde deste domingo.

A declaração de Andrés se deu em um contexto de vários ataques anteriores, geralmente com latas e pedras, ao ônibus do Corinthians por torcedores são-paulinos. A declaração causou mal-estar entre a Polícia Militar e o presidente do TJD-SP, Antonio Olim, que minimizaram a fala do dirigente, declarando que nenhuma ação adicional precisaria ser tomada.

Ônibus do Corinthians chega sem incidentes ao Morumbi para final
Ônibus do Corinthians chega sem incidentes ao Morumbi para final
Neste domingo, a PM promoveu um bloqueio ainda maior que o normal no entorno do Morumbi. Mais de 200 policiais foram deslocados para o clássico, e o ônibus do Corinthians conseguiu chegar sem ocorrências ao estádio. Fator que foi comemorado por Andrés logo ao desembarcar do coletivo.

LIBERADOS
Logo após a passagem do veículo, a torcida são-paulina foi liberada para se aproximar da entrada do estádio. Ao passar pela zona mista do Morumbi, o dirigente confirmou que o trajeto se deu sem problemas. "Em duas décadas nunca houve uma chegada tão tranquila", afirmou.

Durante a manhã, grupos de torcedores das duas equipes se envolveram em confronto em Ferraz de Vasconcelos, cidade da Grande São Paulo, e a confusão deixou ao menos 14 feridos