Poupado das críticas, lateral concorda com insatisfação da torcida da Chape

Bruno Pacheco é um dos poutos atletas do elenco que não vem sendo criticado pelos torcedores

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 19 (AFI) – Em meio à crise da Chapecoense, que segue brigando contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, um dos poucos jogadores poupados pela torcida é o lateral-esquerdo Bruno Pacheco.

Na última partida, após derrota por 2 a 1 para o Vasco, torcedores protestaram na Arena Condá e, alguns que se excederam, tiveram de ser contidos pela polícia.

ENTENDE TORCIDA
Bruno Pacheco afirmou que entende a insatisfação da torcida e que o elenco está deixando a desejar. O jogador também se mostrou favorável a conversas entre os atletas e líderes das torcidas organizadas.

“O torcedor está no direito de protestar. Cabe a nós jogadores escutar e corresponder em campo. Temos que escutar os protestos e, se tiver que falar com eles, vamos falar. Não adianta remar ao contrário. Não vamos nos esconder.

Essa semana teve alguns torcedores na Arena que conversaram com o Everaldo e o Campanharo. Não vamos fugir de nada, me incluo nisso. Não vamos fugir. Sabemos que estamos devendo em campo”, disse.

Bruno Pacheco não quer ficar marcado por queda
Bruno Pacheco não quer ficar marcado por queda

APOSTA NA RECUPERAÇÃO
O lateral também ressaltou que segue acreditando na recuperação da Chapecoense nas próximas rodadas.

Apesar de estar quatro pontos abaixo do Fluminense, primeiro time fora da zona do rebaixamento, a equipe ainda pode se afastar das últimas posições com uma boa sequência de resultados positivos.

“Ninguém está jogando a toalha, pelo contrário. O grupo está fechado sim, estamos incomodados com essa situação e queremos tirar a Chape dessa”, concluiu.

A Chapecoense volta a campo no próximo domingo, quando enfrenta o Internacional, no Beira-Rio, pela 20ª rodada.