CSA fecha com técnico, dispensa 'cabeças de bagre' e espera recuperação dos guerreiros

Argel Fucks completou 45 anos, levou a tradicional ovada dos jogadores e espera a recuperação de seus 'guerreiros'

por Agência Futebol Interior

Maceió, AL, 4 (AFI) – Ao contrário do que alguns acreditam, o ambiente no CSA é dos melhores e o técnico Argel Fucks aposta na sua ‘legião de guerreiros’ para buscar a recuperação dentro do Campeonato Brasileiro. Foi o que ele reafirmou, nesta quarta-feira, quando completou 45 anos de vida e não escondeu a disposição por enfrentar este desafio de manter o time alagoano na elite nacional em 2020.

“Todo mundo sabe que o futebol se vive de resultados. E o grupo tem trabalhado muito para conseguir as vitórias e, pra mim, isso que importa.

As vitórias vão entrar e vamos nos recuperar” – garante Argel Fucks, que pela manhã foi muito cumprimentado pelos jogadores e até ‘teve direito’ ao tradicional ‘batismo de ovos’.

VESTINDO A CARAPUÇA

O clima mudou bastante, dois dias depois de uma declaração sem maldade, de pura verdade, criticando alguns jogadores de ‘cabeça de bagre’. Para o técnico, ‘veste a carapuça quem quer e quem sabe’.

A diretoria confirmou a dispensa do meia Madson, do Santos, que passou pelo Fortaleza, e chegou ao CSA fora de forma, e do zagueiro Gerson. E fez a promessa de trazer três ou quatro peças que possam reforçar o elenco de Argel Fucks, afinal não se faz omeletes sem ovos.

“Realmente tivemos problemas com alguns jogadores, mas eles já estão fora do grupo. O ambiente no elenco é muito bom e os jogadores estão dando a vida pelo clube.

Estamos numa situação difícil? Claro que estamos, mas lutamos contra estruturas milionárias e precisamos nos superar na garra e disposição. Todos aqui são guerreiros” – confirmou Argel que ficou emocionado com a recepção carinhosa que teve por seu aniversário.


APOIO DA TORCIDA
Ele também recebeu apoio de torcedores nas Redes Sociais e das torcidas organizadas. Há um entendimento geral de que o novato CSA, que subiu ano passado da Série B, tem poucas condições de brigar de igual para igual com as grandes forças nacionais. Só mesmo na superação.

DUELO DE SEIS PONTOS

Com 12 pontos e na penúltima posição, o CSA vai fazer um duelo de seis pontos contra a Chapecoense, domingo, às 19 horas, no estádio Rei Pelé pela 18.ª rodada do Brasileirão. O time catarinense, com 14 pontos em 17.º lugar, também briga contra o rebaixamento.