Série B: Diretoria do CSA protesta contra escolha de árbitro cearense

O clube alagoano pediu para a CBF um "observador especial" na partida desta terça-feira, contra o Vila Nova

por Agência Futebol Interior

Maceió, AL, 10 (AFI) - A escolha do trio de arbitragem cearense para apitar o jogo entre CSA e Vila Nova, nesta terça-feira, em Maceió, na abertura da 27ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, não agradou a diretoria azulina. Tanto que uma nota oficial foi publicada no site oficial do clube.

O árbitro Léo Simão Holanda terá como auxiliares os também cearenses Nailton Júnior de Sousa Oliveira e Jailson Albano da Silva

A principal crítica é pelo fato do CSA estar brigando diretamente com o Fortaleza pela liderança do campeonato. Por isso, a diretoria já entrou em contato com a Federação Alagoana de Futebol (FAF) e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para pedir um "observador especial".

O cearense Léo Simão Holanda foi o escolhido para apitar o jogo entre CSA x Vila Nova nesta terça-feira
O cearense Léo Simão Holanda foi o escolhido para apitar o jogo entre CSA x Vila Nova nesta terça-feira
"O bom senso pede que situações como essas sejam evitadas pelas entidades responsáveis, afinal, estamos brigando na parte de cima da tabela contra uma equipe do estado do Ceará e qualquer erro ou situação semelhante que possa vir a acontecer no jogo, pode se tornar embaraçosa para todas as partes", dizia parte da nota. (Leia a nota na íntegra mais abaixo)

Embalado por duas vitórias seguidas, o vice-líder CSA tem 46 pontos contra 47 do líder Fortaleza. Adversário azulino desta terça-feira, o Vila Nova é o sexto colocado, com 40 pontos.

CONFIRA A NOTA COMPLETA ABAIXO

A direção do Centro Sportivo Alagoano repudia a escalação de um trio de arbitragem cearense para a partida entre CSA e Vila Nova, válida pela 27ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O bom senso pede que situações como essas sejam evitadas pelas entidades responsáveis, afinal, estamos brigando na parte de cima da tabela contra uma equipe do estado do Ceará e qualquer erro ou situação semelhante que possa vir a acontecer no jogo, pode se tornar embaraçosa para todas as partes.

Repudiamos a situação bem como não acharíamos justa a escalação de um trio de arbitragem alagoano em jogos de equipes que estão brigando por posições na parte de cima, pelo mesmo motivo.

Diante do exposto, a direção azulina entrou em contato com a Federação Alagoana de Futebol e a Confederação Brasileira de Futebol solicitando um observador especial para o jogo em questão.

Estamos em um dos momentos mais importantes de nossa história e não podemos permitir que qualquer situação venha atrapalhar o belo trabalho que estamos desempenhando. Representamos milhares de torcedores e diante dessa responsabilidade, nos antecipamos aos fatos.

 
 
" />