Seleção FI da Série C tem paredão do Confiança e técnico de time estreante

Um dos destaques é o goleiro Genivaldo, que teve uma grande atuação e foi decisivo para a vitória do Confiança

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 16 (AFI) - A Série C do Campeonato Brasileiro começou no sábado e terminou nesta segunda-feira, com jogos duros e de poucos gols. Ainda assim, não faltaram destaques para que fosse escalada a primeira Seleção da Rodada do Portal Futebol Interior.

Nesta edição, um dos destaques é o goleiro Genivaldo, que teve uma grande atuação e foi decisivo para a vitória do Confiança. Outro fator relevante é a conquista do primeiro triunfo do Globo, estreante na divisão. O time potiguar é comandado por Fernando Tonet, treinador do time FI desta rodada.

Ortigoza brilhou mais uma vez com a camisa do Náutico - Marlon Costa/Pernambuco Press
Ortigoza brilhou mais uma vez com a camisa do Náutico
Confira a seleção da primeira rodada:

Genivaldo (Confiança)

Léo (Operário Ferroviário), Emerson (Salgueiro), Lucão (Cuiabá) e Udson (Tupi);

Everton Heleno (Botafogo-PB), Polaco (Atlético-AC), Hiltinho (Cuiabá);

Ortigoza (Náutico),Mateus Peixoto (Bragantino) e Marlyson (Joinville).

Técnico: Fernando Tonet (Globo)

Goleiro: Genivaldo (Confiança)
O Confiança foi a Juazeiro e sofreu muito pressão da anfitriã Juazeirense , mas conseguiu vencer por 1 a 0. O resultado só foi possível por causa da grande atuação do goleiro Genivaldo, que estava em uma noite inspirada e foi decisivo com defesas providenciais para evitar que os adversários marcassem.

Lateral-direito: Léo (Operário Ferroviário)
Entrosado com Schumacher, se apresentou bem ao ataque e criou boas oportunidades para o Operário Ferroviária na vitória por 1 a 0 sobre o Volta Redonda. Se envolveu em boas tabelas e mostrou qualidade nos cruzamentos, além de ter uma atuação segura quando acionado no campo defensivo.

Zagueiro: Emerson (Salgueiro)
Em um jogo sem grande qualidade técnica, que terminou em um empate sem gols, o Salgueiro mostrou que um de seus maiores trunfos é a defesa. Um dos pilares do setor, o experiente Emerson mostrou liderança dentro de campo e foi bastante eficiente para anular o poderio ofensivo do Botafogo-PB.

Zagueiro: Lucão (Cuiabá)
O Cuiabá foi melhor em praticamente os 90 minutos contra o Luverdense. O time poderia ter goleado. Isso não fosse a falta de pontaria de seus jogadores ofensivos. Os meias Hiltinho, Doda e Weverton e o atacante Jenison tiveram ótimas chances de marcar. Coube, porém, ao zagueiro Lucão marcar o tento que garantiu a vitória. Além disso, ele teve uma atuação segura na defesa.

Lateral-esquerdo: Udson (Tupi)
Ganhou nova oportunidade após a venda de Patrick Brey ao Cruzeiro e correspondeu. Mostrou muita vontade na defesa, com marcação forte e cortes precisos. Recebeu o reconhecimento da torcida pelo esforço e foi aplaudido em um desses lances. Também apareceu bem no setor ofensivo, com bons cruzamentos e jogadas de velocidade.

Volante: Everton Heleno (Botafogo-SP)
O Botafogo parece ter encontrado um líder para seu time dentro de campo. O jogador de 27 anos, que defendeu o Atlético-GO em 2017, ditou o ritmo no meio-campo tricolor. Defendeu, orientou a recomposição, ajudou a saída de bola, chegou à frente... enfim, orquestrou o meio. Foi premiado com um gol de pênalti que evitou a derrota.

Meia: Hiltinho (Cuiabá)
Com qualidade, comandou o meio de campo do Dourado em jogo que podia ter terminado em uma goleada sobre o Luverdense, mas ficou apenas no 1 a 0. Perdeu uma grande chance, mas criou diversas oportunidades e soube cadenciar o jogo quando necessário.

Meia: Polaco (Atlético Acreano)
Polaco foi um dos pontos altos da vitória do Atlético Acreano para cima do Remo por 1 a 0 na estreia da Série C do Brasileiro. O jogador criou as principais jogadas ofensivas do time da casa e ainda conseguiu ajudar o sistema defensivo, quando o objetivo foi se fechar para assegurar o resultado.

Atacante: Ortigoza (Náutico)
No empate por 1 a 1 em clássico com o Santa Cruz, marcou o sétimo gol em 11 partidas disputadas com a camisa do Timbu. Sempre bem posicionado, mostrou faro de gol para marcar o único gol sobre o rival e ainda se destacou em outros lances, quando construiu boas oportunidades no campo de ataque.

Atacante: Mateus Peixoto (Bragantino)
O centroavante grandalhão de 1,90m mostrou que pode ser muito útil dentro do estilo de jogo do técnico Marcelo Veiga. O treinador é conhecido por explorar bastante o jogo aéreo, sobretudo, nas bolas paradas. E Mateus Peixoto ganhou várias bolas pelo alto e criou boas chances de gol. Foi dele, inclusive, o gol do Braga no empate com o Botafogo em uma bela cabeçada.

Atacante: Marlyson (Joinville)
O Joinville contou com as estreias do zagueiro Emerson, do volante Pierre e do meia Jean Lucas, tinha jogadores experientes como o zagueiro Bruno Aguiar e o atacante Rafael Grampola. Quem decidiu a vitória na estreia foi o prata-da-casa Marlyson, atacante de apenas 20 anos.

Técnico: Fernando Tonet (Globo FC)
Com pouco tempo de trabalho no Globo, vem colhendo os primeiros frutos. Depois de uma estreia frustrante na Copa do Nordeste, sendo derrotado pelo Vitória, começa com o pé direito o principal campeonato do time na temporada. Diante do campeão Potiguar ABC, levou a Águia a sua primeira vitória na Série C do Campeonato Brasileiro, campeonato que o time nunca havia disputado até então.

Fernando Tonet foi o escolhido como técnico da seleção FI
Fernando Tonet foi o escolhido como técnico da seleção FI

 
 
" />