Bragantino 5 x 0 América-RN - Mais uma goleada na sacola do lanterna

Braga não teve dificuldades para vencer o lanterninha da Série B

por Agência Futebol Interior

Bragança Paulista, SP, 16 (AFI) – O Bragantino não deu sopa para o azar e goleou o lanterna América-RN, por 5 a 0, neste sábado à noite, no Estádio Nabi Chedid, em Bragança Paulista, no fechamento da 29.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Os gols foram marcados no primeiro tempo por Rodriguinho, Juninho Quixadá e Éder; e por Luciano Sorriso e Juninho Quixadá no segundo.

Esta foi a sexta vitória em casa do time paulista, ainda preocupado com o rebaixamento. Soma 37 pontos, em 14.º lugar. Mas volta a vencer após três rodadas. Esta foi a maior goleada da rodada e também o maior placar do Bragantino na competição.

O América-RN, com 26 pontos, segura a lanterna e parece virtualmente rebaixado à Série C. Na última rodada, tinha sigo goleado pelo Coritiba, por 5 a 1, em Curitiba. Esta foi a sua 15.ª derrota e sua defesa continua como a pior da competição, agora com 55 gols sofridos.

Início inseguro
Nos primeiros minutos, o Bragantino confundiu velocidade com ansiedade. Por conta disso, errava muitos passes e não chegava em boas condições de finalizar no adversário. Mas tudo mudou a partir do primeiro gol, que saiu aos 26 minutos. Luciano Sorriso cobrou escanteio, Murilo Henrique desviou de cabeça e na pequena área, Rodriguinho, livre, tocou de ombro para as redes.

A situação do time potiguar ficou complicada aos 31 minutos com a expulsão do atacante Marcelo Brás. Ele reclamou da marcação de uma falta e acabou expulso. Dois minutos depois, saiu outro gol. Nego desceu pelo lado direito e soltou a bomba e o goleiro Rodolpho deu rebote. Na sobra, Juninho Quixadá teve tempo para ajeitar e chutar para as redes.

Falha do goleiro
Se Rodolpho reclamou muito neste lance, não pode se queixar de nada no terceiro gol, quando falhou feio. Ele fez o golpe de vista no chute de longe de Éder, mas se deu mal. A bola entrou à meia altura, aos 36 minutos.

Com o resultado praticamente confirmado, o Bragantino voltou para o segundo tempo com atenção na marcação e esperança de ampliar o placar nos contragolpes. O jogo foi atrasado em dez minutos devido uma queda de energia na cidade, que atingiu o sistema de iluminação do estádio.

Mais expulsões
Aos cinco minutos, o volante Eliélton segurou um adversário pela camisa e também foi expulso, deixando o América com dois jogadores a menos. A vantagem só não pode ser explorada porque aos 120 minutos, Thiago Cunha, que tinha acabado de entrar, também foi expulso ao usar braças e mãos contra Alexandre numa disputa de bola.

O jogo perdeu a graça. O Bragantino ainda criou outras chances para marcar e melhorar seu saldo de gols, mas falhou nas finalizações. Só Marcelinho perdeu quatro chances. Mesmo assim, aos 29 minutos o Braga ampliou o placar. Éder, do lado esquerdo, vislumbrou Luciano Sorriso na frente da área. O volante ajeitou e bateu rasteiro no canto esquerdo de Rodolpho.

Aos 36 minutos, Juninho Quixadá foi lançado em velocidade na grande área, passou por um adversário e bateu cruzado e com efeito para marcar um golaço. Tudo confirmado no Nabizão: 5 a 0.

Jogos na terça-feira
Na terça-feira à noite acontece toda a 30.ª rodada. O Bragantino vai enfrentar a Ponte Preta, às 19h30, em Campinas, enquanto o América vai receber, em Natal, o Santo André, outro time ameaçado pelo rebaixamento.

FICHA TÉCNICA

Bragantino 5 x 0 América-RN

Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista-SP
Renda: R$ 5.225,00
Público: 934 pagantes
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique-RJ
Cartões amarelos: Eliélton e Esley (América).
Cartões vermelhos: Marcelo Brás e Eliélton (América) e Thiago Cunha (Bragantino).
Gols: Rodriguinho, aos 26'/1T, Juninho Quixadá, aos 33'/1T e Éder, aos 36'/1T. Luciano Sorriso, aos 29'/2T e Juninho Quixadá, aos 36'/2T.

Bragantino
Gilvan; Júnior Lopes, Marcos Aurélio e Murilo Henrique (Diego); Nego, Éder Silva (Thiago Cunha), Luciano Sorriso, Éder e Maurim (Marcelinho); Rodriguinho e Juninho Quixadá.
Técnico: Marcelo Veiga.

América-RN
Rodolpho; Cléber, Negretti e Alexandre (Saulo); Esley (Éverton), Carlos Alberto, Eliélton, Vélber (Richardson) e Airton; Vavá e Marcelo Brás.
Técnico: Dado Cavalcanti.