Campinense 2 x 3 Vila Nova - Virtualmente rebaixado!

por Agência Futebol Interior

Campina Grande, PB, 24 (AFI) – O Campinense está virtualmente rebaixado e não vai deixar saudade como vocês, internautas, vão acompanhar nas linhas seguintes. Na tarde deste sábado, o Vila Nova venceu o Campinense, de virada, por 3 a 2, no Estádio Amigão, em Campina Grande, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

O jogo que rebaixou o Campinense, virtualmente, colocou a ambição de um técnico (Zé Roberto), que até ontem era interino, e o medo de outro (Freitas Nascimento) frente a frente. A Raposa deixou o primeiro tempo vencendo, por 2 a 0.

Mas na segunda etapa, voltou com duas mudanças e duas alterações visando a defesa. O Vila foi pra cima e em tarde inspirada do matador Willian fez 3 a 2 e praticamente se livrou do rebaixamento.

Sem falar que o time da Paraíba tem apenas nove vitórias e já apanhou em 20 oportunidades. O Campinense também tem a pior defesa com 69 gols tomados e um aproveitamento ridículo de 31,3%.

Com a vitória, o time goiano chegou a 11ª colocação, com 42 pontos, sete a mais que a degola. Enquanto isso, o Campinense se manteve na lanterna, com apenas 30 pontos.

Rapidinho!
A torcida do Campinense ainda se ajeitava nas arquibancadas quando Fábio Santana abriu o marcador. Ele aproveitou bate-rebate na área goiana e, livre, de frente para o gol, só cutucou para as redes.

Mas apesar deste início avassalador, o jogo foi frio e sem graça. Típico de times que lutam contra o rebaixamento. O Vila Nova não fez nada e o Campinense administrou o apertado resultado.

Aos 24 minutos, Marquinhos bateu falta com perigo, mas Max foi no ângulo e evitou o segundo gol paraibano. No final do primeiro tempo, Marcão cabeceou e Walter colocou a mão na bola.

Na cobrança de pênalti, aos 42 minutos, o veterano Edmundo deslocou o goleiro e marcou o segundo para os donos da casa, 2 a 0 Campinense.

Virada espetacular!
No segundo tempo, o Vila Nova voltou melhor e disposto a empatar. Enquanto isso, o Campinense voltou retrancado e disposto a segurar o placar até o final do jogo. Mas o Vila alugou o campo paraibano e conseguiu diminuir.

Aos 23 minutos, Willian recebeu em velocidade e na saída do goleiro do Campinense, Fabiano, bateu cruzado para fazer 2 a 1. O Campinense tremeu. Aos 31 minutos, Ednaldo, que também acabara de entrar, empatou.

A torcida do Campinense se virou contra o time e principalmente contra Freitas Nascimento, responsável direto pelo vexame. Cinco minutos mais tarde, o garoto endiabrado Willian virou e deu fôlego ao Tigrão.

Próximos jogos
Na 33ª rodada, o Campinense enfrenta o São Caetano, em casa, no próximo sábado, às 16h10. Enquanto isso, o Vila Nova, sem o zagueiro Edson Borges e o atacante Alex Dias, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, pega a Ponte Preta na sexta-feira, às 21 horas.

Ficha Técnica

Campinense 2 x 3 Vila Nova

Local: Estádio Amigão, em Campina Grande-PB
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento-AL
Cartões amarelos: Buick (Campinense); Dida, Edson Borges, Alex Dias, Walter, Willian (Vila Nova)
Gols: Fábio Santana, ao 1’/1T, Edmundo, aos 42’/1T (pênalti) (Campinense); Willian, aos 23’/2T (Vila Nova)

Campinense
Fabiano; Márcio Paraíba (Márcio Bahia), Nino e Cléber Romero; Fábio Santana, Neto Maranhão, Daniel, Washington e Marquinhos (Buick); Anderson Oliveira (Rodrigo Broa) e Edmundo.
Técnico: Freitas Nascimento.

Vila Nova
Max; Edson Borges (Ednaldo), Walter e Flávio; Dida, Cocito (Soares), Otacílio, Ricardinho e Zé Rodolpho; Nena e Alex Dias (Willian).
Técnico: Zé Roberto.