Chapecoense 3 x 2 Flamengo - Gol em cima da hora derruba série invicta do Mengão

O time carioca ainda lidera pelo saldo de gols (6 a 5) com 10 pontos, mas agora na companhia do Corinthians e do Atlético-MG

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 12 (AFI) – Ao sofrer um gol aos 45 minutos do segundo tempo, o Flamengo conheceu a sua primeira derrota no Campeonato Brasileiro ao perder por 3 a 2 para a Chapecoense, nesta tarde, na Arena Condá, pela quinta rodada.

Apesar do tropeço, o time carioca ainda lidera pelo saldo de gols (6 a 5) com 10 pontos, mas agora na companhia do Corinthians e Atlético-MG (2). O time catarinense, enfim, dá cabo à ameaça de crise com sua primeira vitória e agora com seis pontos, trocando a incômoda zona de rebaixamento pelo 12.º lugar.

PRA MANTER RITMO
O Flamengo trocou muitos jogadores, deixando de fora, entre outros, o goleiro Diego Alves, o zagueiro Réver, os meias Éverton Santos, Lucas Paquetá e Vinícius Júnior. De outro lado, teve a volta do meia Diego, recuperado de lesão, e entrou com o atacante Guerrero, pela primeira vez iniciando um jogo após sua volta por suspensão por doping.

A Chapecoense iniciou o jogo com uma formação mais técnica, com os meias Canteros e Guilherme, além do atacante Leandro Pereira, ocupando o lugar de Wellington Paulista, suspenso.

Canteros é abraçado após marcar o primeiro gol
Canteros é abraçado após marcar o primeiro gol
PELA DIREITA
O time da casa se mostrou bem posicionado em campo, apertando a marcação e dificultando a saída de bola dos cariocas. Logo aos quatro minutos, assustou numa cabeçada de Leandro Pereira, que raspou no travessão.

Mas o caminho para chegar ao gol era, com certeza, o lado direito, com as descidas do lateral Apodi.

Por ali saiu o gol aos 22 minutos. Canteros iniciou a jogada, dando o passe para Guilherme que enfiou em profundidade para Apodi. Do lado direito ele cruzou para o meio da área, onde Canteros apareceu antes do bloqueio de Jonas para bater cruzado.

Três minutos depois quase que Arthur Caike amplia numa cabeçada que tirou tinta da trave direita.

LENTIDÃO NA SAÍDA
O Flamengo não conseguia sair de trás, mostrando muita lentidão. E só ameaçou uma vez, aos 34 minutos. Após levantamento de Pará, Jonas apareceu nas costas da defesa e desviou de cabeça para a defesa de Jandrei. Ficou evidente que para o segundo tempo, o time carioca precisaria impor novo ritmo ao jogo.

Foi o que aconteceu. Na volta, o time apareceu adiantado e jogando verticalmente, como pedia Diego ao fim do primeiro tempo. O empate saiu cedo, logo aos três minutos, numa falha de Jandrei.

O goleiro saiu do gol e não cortou o cruzamento de Trauco, em cobrança de falta pelo lado esquerdo. A bola caiu, justamente, na cabeça de Guerrero e entrou lenta nas redes. Ele não marcava um gol desde setembro do ano passado, na vitória sobre o Sport, por 2 a 0.

GOL DE PÊNALTI CONTESTADO
Mas quando tinha o domínio do jogo, o Flamengo levou o segundo gol. Tudo começou numa saída de bola, perdida por Juan. A bola ficou com Guilherme que desceu em velocidade e foi puxado no ombro por Jonas, com a arbitragem marcando o pênalti, bastante contestado pelos flamenguistas. Na cobrança, Guilherme bateu bem, no alto e fora do alcance de César, que caiu do outro lado, aos 23 minutos.

O técnico Maurício Barbieri percebeu que era por o Flamengo no ataque. Tirou o volante Jean Lucas para a entrada do meia-atacante Vinícius Junior. Ele empatou aos 32 minutos, ao completar de primeira o levantamento de Trauco.

Com os dois times cansados, o ritmo caiu nos minutos finais, dando a impressão de empate. Mas aos 45 minutos saiu o gol da vitória catarinense. Após cruzamento de Eduardo pelo lado direito, Leandro Pereira esticou o pé e desviou de bico pegando César no contrapé. A bola ainda tocou na sua perna antes de balançar as redes.

LIBERTADORES E BRASILEIRO
O Flamengo agora volta a pensar na Libertadores, porque quarta-feira recebe, no Maracanã, o Emelec, do Equador pelo Grupo D. O time carioca tem a chance de confirmar a vice-liderança, uma vez que soma seis pontos e o River Plate-ARG tem 11. O time equatoriano é o lanterna com apenas um ponto em quatro jogos.

Pelo Brasileiro, o Flamengo só joga no próximo sábado, contra o vasco da Gama. Enquanto isso, a Chapecoense vai sair diante do Internacional, no dia 21, segunda-feira, às 20 horas, pela sexta rodada.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
5ª rodada
Data
13/05/2018
Horário
16h00
Local
Arena Condá - Chapecó (SC)
Árbitro
Leandro Pedro Vuaden - RS

Renda
R$ 400.565,00
Assistentes
Jorge Eduardo Bernardi e Jose Eduardo Calza - RS

Público
10.931 torcedores
Cartões Amarelos
Chapecoense-SC: Rafael Thyere, Douglas
Flamengo-RJ: Marlos, Jonas, Léo Duarte

Gols
Chapecoense-SC: Canteros 22' 1T, Guilherme 23' 2T, Leandro Pereira 45' 2T
Flamengo-RJ: Guerrero 3' 2T, Vinícius Junior 32' 2T
Chapecoense-SC
Jandrei;
Apodi (Bruno Silva), Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco;
Amaral, Márcio Araújo, Canteros (Neném) e Guilherme (Eduardo);
Arthur Caike e Leandro Pereira.
Técnico: Gilson Kleina
Flamengo-RJ
César;
Pará (Henrique Dourado), Léo Duarte, Juan e Trauco;
Jonas, Jean Lucas (Vinícius Júnior), Diego e Rodinei;
Marlos (Cuéllar) e Guerrero.
Técnico: Maurício Barbieri