Atlético-PR 0 x 3 Fluminense - Furacão foi dominado e não mereceu melhor sorte contra o 3.º colocado do Brasileiro

Desde o início o Fluminense dominou o meio campo, com bom toque de bom e eficiência nas finalizações. Mas teve um pênalti duvidoso a seu favor.

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 27 (AFI) – Com pleno domínio dentro de campo, com um futebol prático e envolvente, o Fluminense venceu o Atlético Paranaense, por 3 a 0, neste domingo à tarde, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 12.ª rodada do Campeonato Brasileiro Chevrolet.

A vitória deixou o Tricolor das Laranjeiras na terceira posição, com 22 pontos, seis atrás do Cruzeiro. E está um ponto atrás do Corinthians, com 23, e igual aos Internacional, com 22 pontos. De outro lado, o Furacão continua em boa posição, com 21 pontos, por enquanto, em quinto lugar.

Este jogo foi transmitido pelas Rádios Banda B e Iguassu, ambas do Paraná, e pela Manchete do Rio de Janeiro. Todas elas são parceiras da Rádio FUTEBOL INTERIOR.

O lateral-esquerdo Carlinhos completou 200 jogos pelo Fluminense. Mais uma vez o cenário mais triste do jogo se viu antes da bola rolar: todas as arquibancadas da bela Arena vazia. Isso porque o clube cumpriu seu segundo jogo, de quatro no total, de punição por incidentes com sua torcida e do Vasco da Gama, no final do ano passado.

DOMÍNIO TRICOLOR
expectativa era de que o jogo fosse bastante equilibrado. Mas o que se viu desde os primeiros minutos foi o domínio do meio-campo pelo time carioca. Tocando bem a bola, explorando com consciência os laterais, logo chegou aos seus dois gols.

O primeiro saiu aos 17 minutos, quando Jean recebeu na intermediária e sem marcação. Levantou a cabeça e soltou a bomba. A bola ganhou efeito e saiu do alcance do goleiro Weverton.

O segundo gol aconteceu aos 34 minutos, num pênalti muito contestado. Na verdade a defesa reclamou antes de uma posição de impedimento de Rafael Sóbis. Ele invadiu a área, marcado por um zagueiro e cercado pelo goleiro Weverton ele caiu. O juiz Luiz Flávio de Oliveira marcou pênalti, mas que não ficou bem caracterizado. Na cobrança, Conca bateu forte, mas no centro do gol. Weverton ainda levantou o braço e tocou na bola, mas ela entrou para o gol.

Fluminense foi um time unido e que mostrou bom conjunto, merecendo vencer o Atlético, no Paraná
Fluminense foi um time unido e que mostrou bom conjunto, merecendo vencer o Atlético, no Paraná

NENHUMA MUDANÇA
Muito conservador, o técnico Doriva não voltou com mudanças no segundo tempo. Melhor para o Fluminense, que continuo “dono do jogo”. Só aos 15 minutos é que aconteceram duas trocas no Furacão, com as entradas de Dellatorre e Mosquito para as saídas de Éderson e Douglas Coutinho, ambos em tarde de pouca inspiração.

Do lado do Fluminense, Walter entrou no lugar de Sóbis, que machucou o ombro no lance do pênalti. Aos 19 minutos, o Fluminense marcou outro gol. Walter deu para Jean que levantou para o outro lado, onde Cícero tocou de cabeça e festejou seu primeiro gol com a camisa tricolor. Tudo estava liquidado.

Depois disso, o inteligente técnico Cristóvão Borges se reforçou com as entradas de Henrique e Chiquinho, respectivamente, nos lugares de Elivélton e Wagner. O goleiro Diego Cavalieri ainda fez duas boas defesas e viu muitos chutes irem para fora de seu gol.

PRÓXIMOS JOGOS
Os dois times voltam a campo no próximo domingo, dia 3 de agosto. O Atlético-PR vai sair diante do Atlético Mineiro, que perdeu para o Sport, por 2 a 1, enquanto o Fluminense vai receber o Goiás, que venceu o São Paulo, por 2 a 1.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 0 X 3 FLUMINENSE

ATLÉTICO-PR
Weverton; Sueliton, Cléberson, Léo Pereira e Natanael; Deivid, Otávio (Bady) e Marcos Guilherme; Marcelo, Douglas Coutinho (Dellatorre) e Éderson (Mosquito).
Técnico: Doriva

FLUMINENSE
Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Henrique (Elivélton) e Carlinhos; Valência, Jean, Wagner (Chiquinho), Cícero e Conca; Rafael Sóbis (Walter).
Técnico: Cristóvão Borges

GOLS: Jean, aos 17, e Conca, pênalti, aos 34 minutos do primeiro tempo. Cícero, de cabeça, aos 19 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO: Luiz Flávio de Oliveira-SP

ASSISTENTES: Rogério Pablos Zanardo-SP e Danilo Ricardo Simon Manis-SP

CARTÕES AMARELOS: Sueliton e Deivid (Atlético). Walter (Fluminense)

RENDA: Não disponível

PÚBLICO: Não disponível

LOCAL: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)