Fluminense 2 x 1 Atlético-PR- Reservas vão bem e conquistam a vitória

Rafael Sobis e Samuel fizeram para os donos da casa; Manuel diminuiu

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 26 (AFI) – Em um jogo movimentado, os reservas do Fluminense se superaram e conseguiram bater o Atlético-PR por 2 a 1, nesse domingo, às 18h30, no Moacyrzão, em Macaé. O cara do jogo foi o atacante Samuel, que sofreu o pênalti, convertido por Rafael Sobis e marcou o segundo gol do Tricolor. Manuel, chegou a empatar o jogo no primeiro tempo, mas não foi o bastante para sair com o empate na primeira rodada.

O resultado demonstrou que o Fluminense tem um elenco forte, já que conseguiu um grande resultado sem os seus titulares. Dá a sensação que o Tricolor pode valorizar a Libertadores, que os reservas vão dar conta do recado. Já o Atlético-PR tem de tomar cuidado. O time preferiu não jogar o estadual com a equipe principal para treinar para o Brasileiro. A derrota para os reservas do Flu liga um alerta na Arena da Baixada, que tem de treinar mais para não passar por apuros no Brasileirão.

Com a vitória, o time de Abel Braga termina a primeira rodada na quinta colocação, ao lado do Coritiba. Já o Atlético-PR termina em 14º com nenhum ponto e por conta do saldo de gols não está na zona de rebaixamento.

Atlético carimba duas vezes a trave
Fluminense e Atlético-PR fizeram um bom primeiro tempo. Jogando com o time titular, o Furacão começou melhor a partida e aos 9 minutos, Felipe cruzou na meia altura e Éderson pegou de primeira acertando o travessão de Ricardo Berna, goleiro do Flu. Oito minutos depois veio a resposta. Diguinho lançou Samuel que invadiu a área e foi derrubado por Cleberson. Na cobrança Rafael Sobis bateu muito bem abrindo o placar.

Aos 27 minutos, Éderson chutou e acertou a trave de Ricardo Berna, que não estava atento e pensou que a bola iria para fora. No lance seguinte, o goleiro nem pensou. João Paulo bateu o escanteio e o zagueiro Manoel cabeceou firme, sem chances para o goleiro do Flu, deixando tudo igual.

O Atlético continuou no ataque, sempre levando perigo ao gol do Tricolor. Primeiro com Éderson e depois com Everton, mas o primeiro tempo terminou em 1 a 1.

Flu segura a pressão e consegue a vitória
O segundo tempo começou com o Atlético no ataque. Logo aos 4 minutos Marcelo chutou forte, obrigando Ricardo Berna e espalmar. Assim como no primeiro tempo, o Fluminense marcou quando o Furacão estava melhor. Aos 8 minutos Sobis foi para cima do zagueiro e cruzou rasteiro, com o instinto matador, Samuel se adiantou e chutou forte, para colocar o Fluminense na frente, novamente.

Indo para cima, o Atlético criou boas jogadas, mas a zaga e o goleiro do Fluminense estavam em uma boa noite, não deixando passar mais nada. O time da casa não ficou atrás esperando o rival e criou boas chances para ampliar o placar. Samuel, o cara do jogo, teve a oportunidade de matar o jogo, mas foi desarmado por Cleberson. Sobis também teve uma boa jogada, mas chutou mascado, fraco, facilitando a vida do goleiro Wewerton.

Aos 36 minutos, Gum marcou o terceiro gol dos cariocas, mas o auxiliar marcou impedimento, de forma correta. O Atlético buscou o empate até o fim. Aos 40 minutos o Furacão pressionou e Paulo Baier acertou um chutaço, de primeira, mas a noite era de Ricardo Berna que fez linda defesa.

Próximos jogos
Por ainda estar na Libertadores, o Fluminense não jogará a segunda rodada, tendo o seu jogo contra a Portuguesa adiado. Assim, o Tricolor volta a campo domingo, contra o Criciúma, às 18h30, no mesmo Moacyrzão. Já o Atlético-PR recebe o Cruzeiro, às 15 horas, no Ecoestádio, em Curitiba.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
1ª rodada
Data
26/05/2013
Horário
18h30
Local
Estádio Moacyrzão, em - Macaé (RJ) (RJ)
Árbitro
Ricardo Marques Ribeiro (MG)

Renda
R$ 36.410,00
Assistentes
Alessandro Rocha de Matos (BA) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)

Público
2.386 pagantes (3.355 no total
Fluminense-RJ
Ricardo Berna;
Gum, Anderson (Eduardo) e Elivélton;
Wellington Silva, Fábio, Diguinho, Felipe (Rhayner) e Monzón;
Rafael Sobis (Willian) e Samuel.
Técnico: Abel Braga
Athletico-PR
Wewerton;
Léo, Manoel, Cleberson e Pedro botelho;
Deivid, João Paulo, Felipe (Paulo Baier) e Everton;
Marcelo e Éderson (Ciro).
Técnico: Ricardo Drubscky