Após Dida, Palmeiras mira goleiros de rivais do Brasileirão

Contestado pela torcida, Bruno deve perder a vaga de titular em 2013

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 30 (AFI) - Bruno não está com o moral muito alto no Palmeiras e por isso a diretoria está buscando um novo goleiro para a disputa da Copa Libertadores do ano que vem. A primeira opção é Dida, mas a negociação, que já foi dada como praticamente certa, parece ter esfriado um pouco. Assim, outros nomes são estudados, como os de Jefferson, Diego Cavalieri e Márcio.

Aos 38 anos, Dida vem sendo um dos grandes destaques da Portuguesa no Brasileirão, tanto que se rendimento despertou interesse de outros clubes e sua permanência no Canindé em 2013 fica cada vez mais difícil. Recentemente, surgiram informações de que o goleiro teria assinado um pré-contrato com o Verdão. No entanto, caso o time alviverde seja rebaixado, dificilmente ele aceitará jogar a Série B.

Com a possibilidade de ficar sem Dida, a diretoria estuda outras opções. Revelado nas categorias de base do próprio Palmeiras e um dos principais goleiros do Brasil no momento, Diego Cavalieri (foto), do Fluminense, agrada os dirigentes, mas o preço para tirá-lo das Laranjeiras é considerado alto. O mesmo acontece com Jefferson, que tem contrato com o Botafogo. Quem também foi sondado, só que não é unânimidade no clube, é o de Márcio, ídolo no Atlético-GO.

Caso nenhuma dessas alternativas deem certo, o Palmeiras não descarta também repatriar Deola, que foi emprestado para o Vitória até o final do ano e vem fazendo uma grande Série B. Ele foi titular durante boa parte do Campeonato Paulista, mas suas falhas nas quartas de final contra o Guarani o fizeram perder espaço no grupo, tanto que não vinha sendo utilizado antes de ir para o clube baiano.

A verdade é que o Palmeiras está em busca de um camisa 1 desde que São Marcos anunciou a aposentadoria. No primeiro semestre, o experiente Júlio César estava em baixa na Inter de Milão-ITA e foi oferecido ao clube, mas os valores assustaram a diretoria. Assim, ele acabou indo para o modesto Queens Park Rangers-ING. A contratação ou não de m goleiro também divide a diretoria, pois uns membros defendem os pratas da casa, enquanto outros acreditam na necessidade de reforçar o setor.

Querendo ou não, a torcida palmeirense terá que se contentar com Bruno pelo menos até o final do Campeonato Brasileiro. Depois de ser bastante contestado, o goleiro teve uma boa atuação no último sábado, quando o time goleou a Ponte Preta, por 3 a 0, no Pacaembu. O camisa 1 fez pelo menos três grandes defesas durante os 90 minutos.