Polêmica! Presidente do São Paulo critica futuro estádio do Timão

O presidente acredita que Itaquera não tem condições de receber a abertura do Mundial

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 19 (AFI) – Sempre polêmico em suas declarações, o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, segue acreditando que o Morumbi pode ser um dos estádios na Copa do Mundo de 2014. Por isso, ele soltou o verbo contra o Fielzão e também Itaquera, local que será construído o novo estádio do Corinthians.

O dirigente do Tricolor não poupou críticas ao local em que está marcada a abertura do Mundial no Brasil. Segundo ele, nenhum estádio ainda está pronto para receber jogos da competição e os locais são de difíceis acessos. Juvenal Juvêncio declarou que não existe condições de fazer algumas reformas em Itaquera.

"Para você chegar lá (Itaquera) precisa chamar o corpo de bombeiros. Se você pega a Angela Merkel, da Alemanha, ela não chega lá. Se tiver de sair, também não sai. Isso é um fato. Além da área do estádio, você precisa de mais duas áreas, uma de 30 mil metros quadrados, outra de 50 mil metros, vip, very vip, aquelas coisas da Fifa. Como é que você pode fazer um negócio desse em Itaquera? Você não tem como fazer isso", disparou Juvêncio.

O presidente do São Paulo também fez questão de expor todos os problemas do terreno em que será construído o Fielzão. Juvenal Juvêncio afirmou Copa do Mundo não é somente um gramado, mas sim estrutura e por isso o futuro estádio do Timão não irá reunir condições.

"Em um lugar onde não tem planta, subsolo, não tem fundação, não tem caderno de encargos da Fifa, não tem mobilidade, lá não tem hospital, não tem hotel para dormir. Copa do Mundo não é só o gramado. Por estas coisas, a Copa do Mundo corre até perigo. Porque sem São Paulo, não há Copa do Mundo", finalizou o dirigente.

Vale lembrar que o Estádio do Morumbi já foi descartado pela própria Fifa como possível local para a abertura da Copa do Mundo de 2014.

 
 
" />