Em fase positiva, Batatais comemora 94 anos de história

Com os acessos de 2008 e deste ano, o Fantasma volta a figurar na Série A2 de São Paulo

por Agência Futebol Interior

Batatais, SP, 17 (AFI) - Fundado em 18/09/1919, o Batatais completa nesta quarta-feira seu 94º ano ininterrupto de história. Com um passado glorioso, o Fantasma da Mogiana comemora seu aniversário e a boa fase que vive em sua história recente.

Depois de amargurar a Série B paulista por vários anos, o Batatais conseguiu nas últimas seis temporadas se reerguer dentro de campo. Com os acessos de 2008 e deste ano, o Fantasma volta a figurar na Série A2 de São Paulo, competição que disputou por vários anos, chegando bem perto, por várias vezes, de conquistar o acesso ao Paulistão.

Com as contas sob controle, o Fantasma se prepara agora para buscar, já na próxima temporada, o acesso inédito à Série A1. “Vamos montar uma equipe que possa entrar para brigar pelo acesso, assim como sempre fizemos. Vimos de boas campanhas. No ano passado, o acesso escapou por pouco, mas conseguimos neste ano voltar a Série A2”, declarou o presidente Moysés José Cocito.

HISTÓRIA
Com 94 anos de atividades, o Batatais tem muitas histórias de sucesso. Sua principal conquista é o Título do Interior de 1945, quando venceu a Ponte Preta na final e o Botafogo na semifinal.

Na época, não exista a Lei de Acesso, que só veio a ser criada em 1948, tendo o então presidente do Fantasma, Oswaldo Scatena, como um dos principais mentores. A reunião que definiu a criação da Lei de Acesso foi realizada em Batatais, com a presença dos principais clubes do interior paulista.

O Fantasma foi também duas vezes vice-campeão da segunda divisão paulista. Em 1949, foi derrotado pelo Guarani e, em 1960, ficou na segunda colocação, só atrás da Esportiva de Guaratinguetá. Nestes dois anos, o Batatais não subiu para a elite paulista, já que só o campeão ganhava este direito.

Das fileiras vermelhinhas saíram grandes jogadores para o futebol nacional. Entre eles: Baldocchi, ex-Palmeiras, Corinthians e tricampeão com o Brasil na Copa de 70; Zeca Lopes, tetracampeão paulista com o Corinthians no final dos anos 30 e que disputou a Copa do Mundo de 1938, junto com o goleiro Batatais, que defendeu Palmeiras e Fluminense. O meia Silva, que teve passagens por Flamengo, Corinthians, Barcelona, Santos e seleção brasileira, também vestiu a camisa do Batatais no final dos anos 50.

O Fantasma ainda revelou atletas como: Cocito, Marcelo Batatais, Anderson Batatais, Renan Garcia, André Mansur, Edson Batatais, Emerson Nhanhá, Simões, Camilo, Veríssimo, Luis Lopes, Piolim, etc.

Coelho, Itamar, Tonho Rosa, Vastinho, Henrique Sales, Lizote, Canhotinho, Manguinha, Donizete Chapecó, Carlos Alberto, Sudaco, Sudão, Rafael, Joãozinho Maradona, Alexandre Pimenta, Donizete, entre tantos outros, também fizeram sucesso com a camisa vermelhinha ao longo desta história quase centenária.

 
 
" />