Ex-diretor do Barcelona afirma que por pouco clube não fechou com Neymar em 2019

Segundo Javier Bordas, ex-diretor do clube catalão, ele viajou a Paris para negociar com o Paris Saint-Germain

por Agência Estado

Campinas, SP, 16 - A volta de Neymar ao Barcelona não aconteceu, ao menos até o momento. Mas em um determinado momento esteve próxima de se concretizar: na janela de transferências do meio do ano de 2019.

QUASE

Segundo Javier Bordas, ex-diretor do clube catalão, ele viajou a Paris para negociar com o Paris Saint-Germain, junto com outros funcionários do Barcelona, como o CEO Òscar Grau e Eric Abidal.

"Tentamos de todas as formas possíveis. Estivemos muito perto (de fechar o contrato). Conseguimos que o PSG nos fizesse uma oferta quando nunca havia aceitado nada por Verratti, Marquinhos ou Thiago Silva. Não é um clube vendedor. Estivemos tão perto que Neymar acreditou que viesse e eu também", disse Bordas ao jornal catalão Mundo Deportivo.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

"Houve uma diferença de dinheiro estabelecida pelo pai de Neymar, mas os clubes não concordaram na hora de fechar a operação. Acho que Messi ainda sente que poderia tê-lo trazido, mas que não aconteceu. Alguns jogadores propuseram postergar parte do salário para que Neymar pudesse voltar", contou Bordas.

"Jogadores como Neymar não existem. Ele errou quando quis ir embora, tentamos convencê-lo e depois de um tempo ele veio e disse que sua casa era o Barça e que queria voltar. Os processos (judiciais, nos quais o clube e o jogador cobram valores um do outro) teriam sido anulados", afirmou o ex-diretor.

NEGOCIAÇÃO

No final, a negociação não teve um final feliz. Segundo Bordas, isso não teria se dado por conta da vontade de Neymar de ser o melhor do mundo. "Ele me explicou e não me disse isso. E não acho que foi por causa disso. Ele quer ser o número 1 e sabe que, quando Messi deixar de ser, ele o será. Mas ele estava disposto a ser o número 1 junto ao Messi", considerou.

Neymar seguiu no Paris Saint-Germain e fez sua melhor temporada, levando o time até a final da Liga dos Campeões da Europa, na qual foi derrotado pelo Bayern de Munique por 1 a 0. Atualmente, a imprensa europeia traz rumores de que o brasileiro negocia a sua renovação de contrato com o PSG e deseja permanecer no clube francês.