Mineiro: Levir reprova gramado, mas exalta vitória e atuação dos reservas do Atlético

"O tamanho do campo é normal, mas o gramado é muito ruim mesmo. Não é adequado para um jogo profissional de alto nível", alfinetou

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 09 - O técnico Levir Culpi continua curtindo a sua fase "light", de comentários engraçados e diferentes. Mas ele também não poupa críticas quando vê algo errado. Se por um lado ele aprovou a atuação dos reservas atleticanos na vitória sobre o Patrocinense, por 1 a 0, neste sábado, por outro ele não escondeu o seu descontentamento com as condições do gramado do estádio Pedro Alves do Nascimento.

"O tamanho do campo é normal, mas o gramado é muito ruim mesmo. Não é adequado para um jogo profissional de alto nível", alfinetou Levir, que antes do jogo não gostou quando alguém lembrou que o time da casa não perdia diante de sua torcida há 23 jogos. "Mas faz 25 anos que o Atlético não joga aqui", rebateu.

APROVOU DISPOSIÇÃO

Em relação ao time, Levir aprovou, outra vez, a disposição da equipe alternativa que atingiu a meta estipulada: buscar mais três pontos. O time continua na liderança isolada, com 22 pontos, não podendo ser alcançado por seus rivais nesta nona rodada.

Para Levir, o que interessava era vencer, mesmo num campo ruim. "Nós vivemos de resultados. A vitória é uma beleza, o empate é mais ou menos e a derrota é uma desgraça. Hoje está muito bom porque vencemos e continuamos na liderança", afirmou.

GOL NO FINAL

O gol da vitória foi marcado somente aos 46 minutos do segundo tempo pelo jovem Alerrandro. Ele agora divide a artilharia com Ricardo Oliveira, com cinco gols cada, e fez questão de enaltecer a assistência do lateral Guga, que dentro da área até poderia finalizar, mas deu o passe para o atacante.

"Posso dizer que 95% deste gol é para o Guga", comentou o garoto, surpreso com tantos gols neste início de carreira como profissional.

LIBERTADORES

A próxima missão atleticana vai ficar nas costas dos jogadores considerados titulares. Eles foram poupados para a partida da próxima terça-feira, contra o Nacional-URU, pela Copa Libertadores, fora de casa. A missão é buscar a reabilitação pela derrota sofrida na estreia dentro do Mineirão para o Cerro Porteño, do Paraguai, por 1 a 0. O Nacional ganhou fora do Zamora, da Venezuela, por 1 a 0, e lidera o Grupo E.

No Campeonato Mineiro só faltam dois jogos para o término da fase de classificação. O objetivo é manter a ponta e, para isso, terá de segurar o América-MG, no Mineirão, e depois o Tupynambás, em Juiz de Fora.