Segundona: Derac aguarda liberação de estádio para confirmar participação

O presidente Adilson Ramos vem mantendo contato com o secretário Alberto José Macedo Filho, titular da Secretaria Estadual de Logística

por Rivail Oliveira

Itapetininga, SP, 13 (AFI) - O Derac (ou Esporte Clube Itapetininga, nome oficial do clube a partir de agora no futebol paulista), tem todo seu projeto praticamente pronto para 2017. A equipe deverá disputar o Campeonato Paulista da Segunda Divisão (Bezinha), cujas últimas informações dão conta que terá seu congresso técnico no fim de janeiro e inicio em abril de 2017.

O Canarinho aguarda somente a liberação do seu estádio – Engenheiro Péricles Dávila Mendes. O estádio, com capacidade para 5 mil expectadores sempre foi o “ninho do canarinho” desde sua fundação em 1950, mas pertence ao Governo do Estado de São Paulo.

Para a passagem da praça esportiva para o clube, que a gerenciará em parceria com a Prefeitura de Itapetininga, o presidente Adilson Ramos vem mantendo contato com o secretário Alberto José Macedo Filho, titular da Secretaria Estadual de Logística e Transportes do Estado de São Paulo.

“As conversas foram bem encaminhadas e estamos otimistas e aguardando apenas no aguardo da liberação do estádio que utilizaremos nos jogos e para treinamentos”, disse o presidente do Canarinho que aguarda até entre os dias 15 e 20 de janeiro essa liberação.

De acordo com o presidente do Canarinho de Itapetininga, com o estádio liberado, segundo ofício assinado pelo ex-prefeito Hiram Júnior, ainda no ano passado, foi solicitado a cessão da área, e que não foi naquele momento estipulado prazos.

Com isso, clube passa a ter direito de usar o estádio por tempo indeterminado em parceria com a Prefeitura de Itapetininga. O presidente também reiterou que deverá manter contatos com a prefeita Simone Marquetto (PMDB), a fim de estreitar ainda mais as relações do clube com a municipalidade.

Derac aguarda liberação do estádio para confirmar participação na Bezinha.
Derac aguarda liberação do estádio para confirmar participação na Bezinha.

Tudo certo com a FPF
Segundo Adilson Ramos, fora essa questão da liberação e passagem do estádio para o clube junto ao Estado de São Paulo, o Derac já cumpriu todas suas obrigações em relação à Federação Paulista de Futebol, na parte burocrática e financeira e está apto a disputar a temporada 2017.

“Já efetivamos o pagamento da dívida com a Federação que era de R$ 44.800,00, entregamos toda a documentação. Como a Federação voltou somente nesta semana, aguardamos para os próximos dias a divulgação no site dela de nossa inclusão e refiliação”, explicou. O dirigente lembra que a dívida é relativa ao período de 2004 a 2016 e o último ano que o clube jogou uma competição foi 2003, ainda como Esporte Clube Itapetininga.

Treinador e elenco
O dirigente explicou que existe um grupo de parceiros para este primeiro momento, cuidando da montagem do time, contratação da comissão técnica e que vai gerencia a apresentação. Porém,nomes, data de apresentação e demais informações só serão divulgadas após a definição da liberação do estádio pelo Estado.

Base e feminino
De acordo com o presidente do Derac, as categorias de base e o time feminino, devem começar seu trabalho no mês de fevereiro e testes e avaliações serão marcadas para a descoberta de novos talentos e formação do elenco. A previsão é que o clube conte com cerca de 200 meninos e meninas . Os pais e interessados serão avisados, segundo Adilson Ramos, com antecedência. O nome do treinador e dos coordenadores da base serão divulgados em breve.

Palavra ao torcedor
Por fim o presidente do Derac/ECI, falou de suas expectativas para essa volta: “Nossa expectativa, assim como de todos aqui é muito grande, e estamos ansiosos com a volta do time. Queremos o apoio de nossa cidade e dos empresários e para isso lançaremos o projeto sócio torcedor, que será de suma importância para a equipe, pois ocmo diz o ditado, a união faz a força”, frisou.

Adilson Ramos falou ainda aos torcedores , aos antigos deraqueano e à nova geração de torcedores e como o clube pretende cativá-los: “O futebol é a paixão nacional que passa de geração a geração. E aqui não é diferente. Estamos ciente que teremos muitas cobranças e expectativas. Mas procuraremos da melhor forma possível administrar essa situação e trazer esse novo Derac o mais perto possível do nosso torcedor”, finalizou.

aaa