Copa do Mundo: Pega de surpresa, assistente comemora sua vaga

"É o sonho de todo árbitro estar em uma Copa do Mundo e responsabilidade porque precisamos ir lá prestar um bom trabalho para o futebol, representar bem as mulheres"

Neuza Inês Back será a primeira mulher brasileira a apitar uma Copa do Mundo Masculina. A assistente já tem mais de 100 jogos pelo Brasileirão

Categorias: Futebol Mundo

Por: Agência Estado, 20/05/2022

Neuza Back estará na Copa do Mundo
Neuza Back estará na Copa do Mundo. (Foto: Leandro Lopes/ CBF)

Campinas, SP, 20 – Até mesmo Neuza Inês Back foi pega de surpresa ao descobrir que iria representar o Brasil na Copa do Mundo do Catar, que será disputada entre novembro e dezembro deste ano. A árbitra assistente catarinense foi escolhida como uma das seis mulheres que vão atuar na arbitragem no Mundial masculino.

O anúncio foi feito na manhã de quinta-feira (19), mas ela só soube horas depois, após ser informada pelas amigas. “Eu soube pela imprensa. Na verdade, quando as minhas amigas que estão aqui comigo no jogo me falaram: ‘Nossa, você vai pra Copa do Mundo!’ E eu falei: ‘Hã?’. Eu não tinha nem visto aí comecei ver as reportagens e as notícias e eu fiquei assim: ‘Calma, eu preciso sentar'”, disse a bandeirinha, em entrevista ao canal SporTV.

Neuza Back estará na Copa do Mundo
Neuza Back estará na Copa do Mundo. (Foto: Leandro Lopes/ CBF)

DESCOBRIU ANTES DE ESTAR EM UM JOGO

Neuza já estava no Recife quando recebeu a notícia, a poucas horas de ser uma das assistentes do jogo entre Náutico e CSA, pela Série B do Campeonato Brasileiro.

“Eu fiz uma chamada de vídeo no grupo da família, só que a galera estava toda trabalhando e não me atenderam. Aí mandei no grupo da família. Eu coloquei a foto e falei assim: ‘Vê se vocês acham algum nome conhecido aí. Aí o pessoal identificou e disse: ‘Nossa, que legal!'”

PRIMEIRA A APITAR UMA COPA DO MUNDO

A vaga surpreendeu porque foi a primeira vez na história que a Fifa escolheu mulheres para apitar uma Copa do Mundo masculina. Serão seis: três árbitras e três assistentes. Neuza vai representar o Brasil.

“É muito legal, indescritível, é um momento, assim, de alegria, de gratidão e um pouco também de senso de responsabilidade, por eu ser a única mulher eu sei que preciso ir lá e representar todas nós muito bem”, afirmou a bandeirinha de 37 anos.

MAIS DE 100 PARTIDAS

A escolha de Neuza não foi por acaso. Considerada uma das melhores assistentes do Brasil, ela já atuou em mais de 100 jogos do Brasileirão, Copa Libertadores e Copa do Brasil. Entre as partidas mais importantes em que esteve se destaca o primeiro jogo da final do Paulistão de 2020, entre Corinthians e Palmeiras.

O destaque em nível nacional a levou para competições internacionais. Neuza esteve na Olimpíada de Tóquio, no Mundial de Clubes da Fifa de 2020 e no Mundial feminino, em 2019.

DE ONDE VEIO?

Neuza nasceu na pequena cidade de Saudades, em Santa Catarina, mas está filiada à Federação Paulista de Futebol (FPF) porque se transferiu para Jundiaí nos últimos anos para ganhar mais oportunidades em âmbito nacional. A estratégia deu certo.

“É o sonho de todo árbitro estar em uma Copa do Mundo e responsabilidade porque precisamos ir lá prestar um bom trabalho para o futebol, representar bem as mulheres. É muito legal saber que a gente conseguiu levar a arbitragem feminina para esse patamar, a ponto da Comissão de Arbitragem da Fifa confiar em levar as mulheres para trabalhar nesse grande evento”, comemora.

Confira também: