Direção da Ponte Preta confirma renovação de contrato do técnico Eduardo Baptista

O curioso é que o acordo já aconteceu há um mês, bem antes do técnico ser pretendido por alguns grandes clubes

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 22 (AFI) - Um dia após a frustração pela eliminação da Ponte Preta nas oitavas de final da Copa do Brasil, após empate por 2 a 2 com o Atlético Mineiro, a diretoria deu um claro sinal de que vai seguir adiante. Ela confirmou nesta quinta-feira que renovou o contrato do técnico Eduardo Baptista até o final de 2017 e planeja dar novos passos para a melhoria do time nas competições que participará na próxima temporada.

O curioso é que o acordo já aconteceu há um mês, bem antes do técnico ser pretendido por alguns grandes clubes como o Grêmio e o Corinthians. As bases do acordo não foram reveladas, mas existe inclusive uma multa bilateral caso o acordo seja rompido por uma das partes.

"Esta é a garantia de que as duas partes estão convictas no projeto elaborado pelo clube", atestou o vice-presidente Giovanni Dimarzio. Do outro lado, Eduardo Baptista confessou que "tenho tudo bem definido na minha cabeça e sei da importância deste trabalho aqui na Ponte Preta, como também sei que posso ajudar o time ir mais além, dando passos importantes no futebol".

Eduardo Baptista, de 44 anos, desmentiu que tenha sido procurado pelo Corinthians logo após a demissão de Cristóvão Borges. "Ninguém falou comigo, mas estou determinado a cumprir meu contrato até o final".

Com o novo acordo, o técnico deve ficar na Ponte Preta até o final de 2017 (Foto:PontePress/ThiagoToledo)
Com o novo acordo, o técnico deve ficar na Ponte Preta até o final de 2017 (Foto:PontePress/ThiagoToledo)
Na verdade, o departamento de futebol já está desde o início de setembro traçando planos para 2017, quando o time vai disputar o Campeonato Paulista, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. O objetivo agora é terminar bem a participação no Brasileirão, buscando melhores posições. No momento, a Ponte Preta tem 39 pontos em nono lugar.

Para isso, a comissão técnica acha importante rapidamente superar o dissabor gerado pela eliminação nas oitavas de final da Copa do Brasil diante do Atlético Mineiro com dois empates: 1 a 1, em Belo Horizonte, e 2 a 2, em Campinas (SP). O time não perdeu na competição, com quatro empates e quatro vitórias. Eliminou Caldense-MG, Genus-RO e Figueirense antes dos empates com o Atlético.

"Nós deixamos a competição por termos cruzado com um time forte, que brigou muito para nos eliminar. Mas não perdemos deles. Vamos assimilar mais esta lição e amadurecer. Nosso elenco é jovem e nosso trabalho só tem cinco meses. Tenho certeza de que vamos evoluir muito", afirmou Eduardo Baptista.

Neste domingo, às 11 horas, o time paulista enfrenta o Atlético Paranaense, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 27.ª rodada. O meia Thiago Galhardo que sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo, na última quarta-feira, apresentou melhorara e não deve ser baixa. Existe também a possibilidade do retorno do meia Rhayner, poupado do jogo por estar vindo de uma lesão no joelho direito.

Além disso, o volante Wendel e os atacantes William Pottker e Zé Roberto voltam a ser opções. Eles não poderiam jogar na Copa do Brasil porque tinham defendido outros clubes.