Brasil-RS 1 x 2 Criciúma - Com um a menos, Xavante cede no final e Tigre se aproxima do G4

Em desvantagem numérica, o time gaúcho saiu na frente do placar, mas os visitantes reagiram nos minutos finais para selar a vitória

por Agência Futebol Interior

Pelotas, RS, 16 (AFI) - Em busca de estabilidade, o Criciúma vai dormir mais próximo do G4. Na noite desta sexta-feira, o time foi ao Bento de Freitas encarar o Brasil de Pelotas, em jogo válido pela 26ª rodada, e voltou para Santa Catarina com uma vitória por 2 a 1, de virada.

Com um a menos durante todo o segundo tempo, o Xavante foi melhor durante boa parte do jogo e saiu na frente do placar, mesmo em desvantagem numérica. Por fim, o Tigre marcou dois gols nos minutos finais e acabou com a noite quase heroica dos gaúchos.

Com a vitória, o time catarinense chegou aos 37 pontos e fica provisoriamente na sétima colocação, com chances de terminar a rodada a um ponto do G4. Enquanto isso, o Brasil segue com 40, em terceiro, mas até o final de semana pode cair na tabela.

Brasil jogou bem, mas perdeu de virada para o Criciúma por 2 a 1. Foto: Carlos Insaurriaga
Brasil jogou bem, mas perdeu de virada para o Criciúma por 2 a 1. Foto: Carlos Insaurriaga

SÓ BRASIL
Nos primeiro minutos da partida, os dois times tiveram bons momentos, mas a criatividade se limitou a jogadas de bola parada. Logo aos três minutos, o Criciúma chegou com Niltinho, que cabeceou com firmeza no travessão após cobrança de falta. Os donos da casa responderam com o mesmo artifício, em cabeceio perigoso de Luiz, aos nove.

Após o equilíbrio apresentado nos minutos iniciais, o Brasil-RS fez valer o mando de campo e passou a dominar a partida. Assim como os adversários, também carimbou o travessão, em chute forte de Ramon, aos 19. A partir daí a pressão foi estabelecida e o ataque rubro-negro perdeu mais duas boas chances.

Antes do intervalo, o time ainda perdeu o meia Diogo Oliveira, expulso. Depois, disso, o Criciúma conseguiu voltar ao campo de defesa adversário e obrigou Eduardo Martini a fezer uma grande defesa para evitar o que seria um belo gol de falta de Niltinho.
Brasil saiu na frente e depois falhou em dois lances, perdendo em casa diante do Criciúma. Foto: Carlos Insaurriaga
Brasil saiu na frente e depois falhou em dois lances, perdendo em casa diante do Criciúma. Foto: Carlos Insaurriaga


INJUSTO?

Mesmo com um a menos, o Brasil-RS retornou para o segundo tempo com muita intensidade e a partir dos cinco minutos já estava levando perigo em jogadas de escanteio.Em uma delas, aos sete, Cirilo ganhou disputa pelo alto com o marcador e abriu o placar.

Minutos depois do gol, o time gaúcho continuou no campo de ataque e seguiu levando mais perigo que os adversários. Por fim, o cansaço chegou e o Criciúma conseguiu o empate em um belo chute de Thiago Humberto, aos 38. O time catarinense se empolgou com o gol e ainda arrancou a virada, com Roberto, aos 42.

PRÓXIMOS JOGOS
O Criciúma volta a campo às 19h15 da próxima sexta-feira para enfrentar o Sampaio Corrêa, no Heriberto Hülse. O Brasil-RS, por sua vez, joga no próximo dia 24, sábado, contra o Tupi, no Municipal de Juiz de Fora.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
26ª rodada
Data
16/09/2016
Horário
19h15
Local
Bento de Freitas - Pelotas (RS)
Árbitro
Marcos Mateus Pereira - MS

Assistentes
Daiane Caroline Muniz dos Santos - MS e Sérgio Alexandre da Silva - MS

Cartões Amarelos
Brasil-RS: Diogo Oliveira
Criciúma-SC: Luiz, Paulo Cezar

Cartões Vermelhos
Brasil-RS: Diogo Oliveira
Gols
Brasil-RS: Cirilo 6' 2T
Criciúma-SC: Thiago Humberto 38' 2T, Roberto 42' 2T
Brasil-RS
Eduardo Martini;
Weldinho, Leandro Camilo, Cirilo e Marlon;
Leandro Leite, Washington (Marcos Paraná), Elias (Gustavo Papa) e Diogo Oliveira;
Ramon (Nathan) e Felipe Garcia.
Técnico: Rogério Zimmermann
Criciúma-SC
Luiz;
Paulo Cezar (Adalgiso Pitbull), Raphael Silva, Diego Giaretta e Niltinho;
Barreto, Felipe Guedes, Ricaridnho e Caíque Valdívia (Thiago Humberto);
Roberto e Jheimy (Bruno Baio).
Técnico: Roberto Cavalo