Série D: Presidente do CSE comenta sobre "apagão" no jogo do Santa Cruz

Justamente no contra-ataque aconteceu todo aquele apagão. Nós vamos entrar com uma representação junto à CBF e queremos uma resposta"

O lance aconteceu aos 12 minutos do segundo tempo, em um contra ataque do CSE, que vencia o jogo por 1 a 0

Categorias: Futebol Brasil

Por: Agência Futebol Interior, 23/05/2022

Estádio ficou as escuras durante o jogo, CSE
Estádio ficou as escuras durante o jogo (Foto: Reprodução/ internet)

Palmeira dos Índios, AL, 23 (AFI) – O fato sobre o apagar das luzes no jogo entre Santa Cruz e CSE, no Arruda, pela sexta rodada do Brasileiro da Série D, ainda incomoda os dirigentes do CSE, o presidente do clube, José Barbosa diz que irá cobrar explicações na CBF. A partida acabou 2 a 1 para os pernambucanos.

O lance aconteceu aos 12 minutos do segundo tempo, em um ataque do CSE, que vencia a partida por 1 a 0, o atacante Matheus Matheus Régis, partia sozinho, ficando cara a cara com o goleiro, quando as luzes dos refletores do estádio apagaram.

“Nas redondezas tudo energizado, no próprio estádio tudo energizado, exceto aquele momento. Justamente no contra-ataque aconteceu todo aquele apagão. Nós vamos entrar com uma representação junto à CBF e queremos uma resposta e já estamos providenciando isso. Não houve apagão fora do estádio, as cabines de rádio todas acesas. Se tivéssemos feito o gol, provavelmente o resultado teria sido outro. Não sabemos, mas a perspectiva é de que, se fizesse aquele gol, o CSE sairia com um resultado positivo.” disse o presidente.

Estádio ficou as escuras durante o jogo, CSE
Estádio ficou as escuras durante o jogo (Foto: Reprodução/ Internet)

Após o jogo, um jogador do CSE, chegou a comentar sobre o ocorrido, em uma entrevista para as redes sociais do clube e lamentou o ocorrido.

“Fizemos uma grande partida e tivemos chances para matar o jogo. Eles usaram de uma esperteza, vamos dizer assim para não usar outra palavra, e desligaram os refletores quando nosso atacante saiu na cara do gol. São coisas que ainda acontecem no futebol brasileiro”.

NA SÚMULA

Na súmula, o árbitro Robson Babinski (PR) apenas relatou a falta de energia.

“A partida foi interrompida aos 12′ minutos e 40 segundos do segundo tempo por falta de energia no estádio, ficando por 22′ minutos paralisada. O jogo foi reiniciado aos 34′ minutos e 40 segundos”.

Confira também: