Série B: Técnico do Náutico desabafa sobre cobranças de demissão: "Ridículo"

O treinador também falou sobre a necessidade do elenco alvirrubro ser reforços

Roberto Fernandes dividiu responsabilidades pelo momento ruim do Náutico na Série B do Brasileiro

Categorias: Futebol Brasil

Por: Agência Futebol Interior, 21/06/2022

roberto fernandes treinador nautico 01
Roberto Fernandes dividiu responsabilidade (Foto: Tiago Caldas/CNC)

Recife, PE, 21 (AFI) – A sequência negativa no Campeonato Brasileiro da Série B colocou o Náutico na zona de rebaixamento e fez alguns conselheiros pedirem a saída de Roberto Fernandes. A atitude não agradou em nada o treinador.

“Faz tempo que estou no futebol. O futebol vive uma coisa muito séria, e as pessoas que mais estão capacitadas dentro do futebol são as que estão entre atletas e comissão técnica. O futebol tem disso, tem dessas coisas”, disse Roberto Fernandes, que continuou:

“Tive uma reunião na segunda-feira com a diretoria e todo mundo foi consciente de que em algumas posições, pelas perdas que tivemos, a equipe precisa se reforçar. E como a culpa é só do treinador? Resolva esse paradoxo. Você tem consciência de que em algumas coisas a gente precisa se fortalecer. Mas não, vamos encontrar um bode expiatório. É ridículo isso”.

Essa é a quinta passagem de Roberto Fernandes no Náutico. Anunciado em abril para o lugar de Felipe Conceição, o experiente treinador comandou o clube em 13 partidas, com quatro vitórias, quatro empates e cinco derrotas.

Pressionado, Roberto Fernandes comanda o Timbu no próximo domingo, contra o Tombense, em Muriaé, pela 14ª rodada. O time pernambucano é o 17º colocado, com 13 pontos.

Confira também: