Rumo a Doha: Punições à Rússia continuam interferindo na Copa do Catar

Agora, a Fifa já pode definir as datas dos jogos para a definição das últimas vagas da Europa

Agora, a Fifa já pode definir as datas dos jogos para a definição das últimas vagas da Europa

Categorias: Colunas

Por: Vicente Dattoli, 15/03/2022

Russia 1024x576 1

Campinas, SP, 15 (AFI) – Coluna Rumo a Doha. Bem, aparentemente, não tem mais jeito. O Tribunal Arbitral do Esporte negou, nesta terça-feira, na Suíça, os pedidos dos russos e, tanto seus clubes quanto a sua seleção nacional, estão fora de qualquer competição oficial. Com isso, fica ratificada a decisão referente à repescagem europeia para a Copa do Mundo do Qatar. Sorte da Polônia que vai “economizar” um jogo (que seria contra a Rússia).

Agora, a Fifa já pode definir as datas dos jogos para a definição das últimas vagas da Europa. Ficou pré-marcado para junho, mas sem dia certo. Agora, com o aval do TAS (lembrando que na sigla esporte entra como “sport”), a definição está mais perto. Sendo assim, o sorteio do dia 1º de abril, ficará com aqueles asteriscos que conhecemos tão bem das tabelas de classificação do Brasileiro.

VAGAS AINDA INDEFINIDAS

No caso do sorteio do Mundial, os asteriscos estarão relacionados às vagas europeias e às vagas dos confrontos de “meias vagas” que temos quando falamos de Conmebol (quatro vagas mais meia), Concacaf (três vagas mais meia), Ásia (quatro vagas mais meia, além da sede) e Oceania (apenas meia). Os confrontos dos “meeiros” para definir quem ficará inteiro reunirá o asiático contra o sul-americano e o representante da Concacaf contra o da Oceania.

AS DÚVIDAS DE TITE NA SELEÇÃO BRASILEIRA

E já que falamos em asteriscos… Quantos asteriscos ainda temos para a lista definitiva da seleção brasileira?

Na sexta passada, dia 11, Tite fez mais uma convocação – essa para os jogos das últimas rodadas das Eliminatórias da América do Sul. Se houve a novidade de Gabriel Martinelli, do Arsenal, chamado pela primeira vez; tivemos a volta de Richarlison, medalha de ouro olímpica e jogador do Everton, há tanto tempo fora da lista (a explicação do médico foi que ele estava contundido) e, também, de Artur, da Juventus.

Essa relação teve 25 nomes. Talvez uma preparação para o que se pretende para o Mundial – a Fifa pretende liberar a convocação de 26 jogadores, devido à possibilidade de termos até cinco substituições a cada partida. Só que essa “novidade” dos 26 jogadores impediria, porém, a convocação de outro jogador em caso de algum tipo de contusão, como é hábito até hoje. Ou seja: se forem 26, serão esses 26 e nada mais.

Na tal convocação, foi divulgado o paradeiro da seleção no Qatar (Westin Doha Hotel & Spa, que hoje tem diárias na faixa de US$ 2.800), e seu campo de treinamentos (Grand Hamad Stadium) e, também, que a CBF está tentando junto à Fifa que aquele jogo contra a Argentina, que não aconteceu por causa da atuação dos fiscais da Anvisa, seja validado e reconhecido como o do amistoso que está articulado para ser realizado na Europa, na data Fifa de junho.

E NEYMAR?

Como no Rumo a Doha desta semana falamos bastante de seleção brasileira, uma dúvida se impõe: o que Tite fará para recuperar Neymar, que foi vaiado no fim de semana no jogo do Paris Saint-Germain? Se for mesmo bom de papo como parece, o treinador poderá usar tudo isso que vem acontecendo com o camisa 10 brasileiro para fazê-lo acordar e ser o diferencial do Brasil no Mundial. Vamos torcer.

Confira também: