Vicente Dattoli será a atração do Futebol Interior toda a semana, com temas relacionados à Copa do Mundo

Vicente Dattoli será a atração do Futebol Interior sobre a Copa do Mundo

Categorias: Colunas

Por: Vicente Dattoli, 15/02/2022

Screenshot 3 7
Vicente Dattoli, agora no Futebol Interior

Campinas, SP, 15 (AFI) – O Portal Futebol Interior inaugura nesta terça-feira a coluna semanal do jornalista Vicente Dattoli, abordando temas relacionados à Copa do Mundo de 2022.

Jornalista experiente e presente em Copas do Mundo desde 1990, na Itália, Vicente Dattoli será a atração do Futebol Interior toda a semana, com temas relacionados à Copa do Mundo.

Confira a primeira coluna de Vicente Dattoli no Futebol Interior

RUMO A DOHA

Qatar? Presente.

O país irá ceder os salões para a grande festa.

Brasil? Se não ficou de fora até hoje, como deixaria de estar? Claro que vai tentar o hexa.

Já perceberam do estamos falando, não? Sim… Da Copa do Mundo de futebol de 2022, que será realizada no Qatar, a partir de novembro.

Até agora, das 32 vagas disponíveis, 15 já estão ocupadas.

Além do Qatar e do Brasil, também já garantiram vaga a Argentina (pela Conmebol/América do Sul); Alemanha, Bélgica, Croácia, Dinamarca, Espanha, França, Holanda, Inglaterra, Sérvia e Suíça (UEFA/Europa), Irã e Coréia do Sul (Ásia).

Na América do Sul, com dez países disputando as Eliminatórias, temos quatro vagas diretas e o quinto colocado joga uma repescagem (vamos falar muito essa palavra daqui até o fim de março). O Equador está muito perto de ser o terceiro classificado, mas a quarta vaga está assim de candidatos.

Para os europeus, os campeões de cada grupo das Eliminatórias garantiram seus lugares. E deu para sentir a falta de muita gente importante, não? Onde estão a Itália e Portugal, por exemplo?

Pelo sistema adotado, das duas apenas uma irá ao Mundial. Portugueses e italianos ficaram no mesmo grupo da repescagem e só há uma vaga.

Se a Azzurra ficar de fora, será seu segundo Mundial consecutivo ausente. E isso logo depois de conquistar o título da Eurocopa, ano passado. No total, serão 13 europeus, contando os três que virão da repescagem que será definida na última semana do próximo mês.

Os africanos ainda não classificaram ninguém. Deram uma parada nas Eliminatórias por conta da Copa Africana (vencida pelo Senegal). 

São cinco vagas e temos dez países na briga: Argélia, Camarões, Egito, Gana, Mali, Marrocos, Nigéria, República Democrática do Congo, Senegal e Tunísia. Briga dura e equilibrada. 

Detalhe para aumentar o nível de tensão: um dos confrontos que definirá o classificado reunirá justamente Egito e Senegal, que fizeram a final da Copa Africana.

Será que os senegaleses repetirão o triunfo?

As outras quatro vagas serão decididas nos duelos entre Camarões x Argélia, Gana x Nigéria, Tunísia x Mali e Marrocos x República Democrática do Congo.

Os asiáticos ainda têm duas vagas diretas para preencher e podem levar mais uma na repescagem. Arábia Saudita e Japão estão bem na fita, mas a Austrália tenta surpreender.

A Concacaf (que reúne os países da América Central, do Caribe e da América do Norte) tem direito a três vagas diretas e pode aumentar o total com a repescagem. O Canadá lidera com facilidade e já está festejando seu retorno ao Mundial, apesar de a matemática dizer que isso ainda não aconteceu. As outras duas vagas devem ser, como de hábito, do México e dos Estados Unidos, mas o Panamá corre por fora, bem de perto, e não quer ficar na dependência da repescagem.

Para a Oceania, a única saída é mesmo tentar chegar pela repescagem, afinal, o continente não tem vaga direta – e por isso a Austrália disputa as Eliminatórias na Ásia, achando mais fácil conseguir um lugarzinho no Mundial, o que até agora não é realidade.

Vicente Dattoli é Jornalista Esportivo há mais de 30 anos. Sua primeira Copa do Mundo como profissional de imprensa foi na Itália, em 1990, quando entrevistou Diego Maradona logo após o argentino eliminar o Brasil no Estádio Delle Alpi, que nem existe mais.

Já participou da cobertura de todos os chamados grandes eventos esportivos do planeta, incluindo Jogos Olímpicos, Mundiais de vôlei, basquete, natação, handebol, Fórmula 1, motociclismo, Fórmula Indy, etc.

Se pudesse se definir, diria, apenas, que é um apaixonado pelos Esportes.

Confira também: