Pleno do STJD decide a favor do Brasil-RS e mantém rebaixamento do Londrina à Série C

Clube gaúcho foi acusado de não cumprir fair play financeiro e poderia perder pontos, consequentemente caindo de divisão

Publicado em .

Clube gaúcho foi acusado de não cumprir fair play financeiro e poderia perder pontos, consequentemente caindo de divisão

Londrina, PR, 30 (AFI) - O Londrina sofreu nova derrota judicial e não conseguiu reverter o rebaixamento da Série B para a Série C do Campeonato Brasileiro. Nesta terça-feira, o pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu, por 6 a 2, a favor do Brasil de Pelotas-RS, que foi acusado de não cumprir o fair play financeiro.

O clube paranaense perdeu em primeira instância e, por isso, acionou o pleno. Com outro resultado negativo, o Tubarão ainda pode entrar com uma uma ação na Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) e na Fifa.

Mauro Marcelo de Lima e Silva e João Bosco Luz foram os auditores que votaram pela punição com perda de pontos ao Brasil de Pelotas, segundo informou a assessoria de imprensa do Londrina.

Foto: Gustavo Oliveira / Londrina
Foto: Gustavo Oliveira / Londrina
O CASO
Em dezembro do ano passado, quatro jogadores que estavam no elenco que disputou a Série B reclamaram dos salários atrasados. A do lateral-esquerdo Pará foi a que gerou a denúncia.

“Quase todos os atletas no Brasil não recebem o salário em dia até o ponto que a Fifa estabeleceu o fair play financeiro. O elemento básico de qualquer sistema jurídico é o prazo. Se não cumprir o prazo há uma pena. O Brasil de Pelotas teve o prazo para cumprir e fazer uma conciliação e não fez. Passado esse prazo simplesmente fez quando quis o depósito judicial e que foi exatamente um dia antes do julgamento no STJD. O depósito feito não foi o devido, mas apenas uma parte exatamente para se perder o objeto. O fair play financeiro é o único modo dos atletas que deixam suas vidas em campo receberem os valores devidos”, rebateu o advogado de Pará, Rafael Cunha.

O Brasil de Pelotas foi julgado em três artigos, sendo que o 17 do Regulamento Específico da Série B de 2019 prevê a perda de três pontos por cada jogo disputado se for comprovado o atraso no pagamento dos salários por 30 ou mais dias.

Na Série B do ano passado, o time xavante terminou na 14ª colocação, com 44 pontos. O primeiro da zona de rebaixamento foi o Londrina, com 39.