​Além do bom time do Cuiabá, Ponte também vai enfrentar o calor

​Jogo em Mato-grosso será contra o líder

por ARIOVALDO IZAC - - - Campinas

A postagem principal desta sexta-feira é sobre a Ponte Preta, já de treinador novo na calorenta Cuiabá.

Todavia, como o Guarani se apressou na definição do sucessor de Ricardo Catalá, no comando técnico, cabe postagem que segue abaixo, pois o clube dá chance para que Felipe Conceição possa se redimir do absurdo ao deixar Claudinho na reserva, no time do Bragantino.

DUREZA

Futebol é confiança. Logo, a vitória sobre o Guarani devolveu a confiança aos jogadores pontepretanos para a dureza que se presume pele frente nesta sexta-feira, que será o líder Cuiabá, 29 pontos, e candidato desta Série B do Campeonato Brasileiro ao acesso à principal divisão nacional.

Para o jogo na capital mato-grossense, a Ponte terá duas frentes de dificuldades: além do bem organizado adversário, previsão de alta temperatura por lá nesta sexta-feira.

De acordo com o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos, será uma manhã ensolarada em Cuiabá, com formação de nuvens no período da tarde, e probabilidade de apenas 5% de chuva.

CALOR

Temperatura prevista deve oscilar de 41 para 28 graus, considerando-se que o mormaço da tarde vai interferir no rendimento físico dos jogadores, visto que a partida está programada para as 18h30 no horário de Brasília, mas há fuso-horário em Cuiabá, o que equivale a uma hora a menos: 17h30.

Sim, dirão que o forte calor afeta a todos. Só que a equipe local está mais habituada à altíssima temperatura, diferentemente dos visitantes.

Por isso, é preciso sabedoria dos atletas pontepretanos para saberem dosar, e sobretudo valorizarem a posse de bola, pois assim cansa-se menos.

MARCELO OLIVEIRA

Calejado no futebol, o recém-chegado treinador Marcelo Oliveira, para comandar o elenco da Ponte Preta, foi protocolar na entrevista de apresentação.

Falou o óbvio do objetivo de se atingir o equilíbrio da equipe, que implica em atacar sem jamais se desguarnecer.

O discurso de que conta com jogadores criativos ajudando na marcação não se aplica à equipe da Ponte Preta.

O meia João Paulo, melhor jogador do time, mais de uma vez cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo, o que explica em recomposição para ajudar os companheiros na marcação.

CAMILO

Quando cita que por ora não pretende mudar a equipe, teria lógica se Wellington Carvalho ainda não estiver recuperado.

Quando ao meia Camilo que jogou alguns minutos contra o Juventude, ainda precisa readquirir ritmo, entrando em trechos de jogos.

ARIOVALDO IZAC - -
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos