Capitão chega a 125 jogos e entra para a história do Velo Clube com título inédito

“Me sinto cara mais feliz do mundo com esta conquista, pois jogadores, torcedores, diretoria e comissão técnica são merecedores"

por Agência Futebol Interior

Rio Claro, SP, 17 (AFI) - O Velo Clube foi à São Bernardo do Campo na última segunda-feira (16), e não tomou conhecimento do EC São Bernardo. Ganhou por 3 a 0, com gols ainda no primeiro tempo e conquistou de forma inédita seu primeiro título em 110 anos de história. Já havia vencido em casa na primeira partida por 2 a 1.

Em um ano difícil que o futebol no mundo todo parou por causa da pandemia do coronavírus, o Velo Clube conseguiu manter pelo menos 19 jogadores que iniciaram a competição, mas perdeu pelo menos oito jogadores. A diretoria foi atrás de alguns reforços para continuidade do time na Série A3 e entre os atletas que permaneceram foi o volante e capitão Niander, que vem fazendo história no clube.

O volante teve um ano de 2020 difícil com a parada por causa do covid-19 e principalmente pelo falecimento do seu pai Sr. José Carlos Vignoto, em 9 de maio, que sempre apoiou e acompanhou seu filho. Sua última aparição no Estádio do Velo Clube foi em 12 de fevereiro, quando Niander havia completado 110 jogos com camisa do clube.

DEDICOU AO PAI

“Foi uma batalha difícil até aqui no ano de 2020 e este título eu dedico ao meu pai que nos deixou, mas que está em paz. Sei que ele ficaria muito feliz com esta conquista que é inédita para todos nós”, disse capitão.

O capitão, além de entrar para história com título inédito, foi um dos responsáveis pela classificação para final, pois foi autor do segundo gol na vitória diante do Noroeste.

Na vitória por 3 a 0 sobre EC São Bernardo, Niander chegou a grande marca de 125 jogos com a camisa do Velo Clube e deverá ter uma conversa com a diretoria para renovação de seu contrato que vence 30 de novembro.

"O CARA MAIS FELIZ DO MUNDO"

“Me sinto cara mais feliz do mundo com esta conquista, pois jogadores, torcedores, diretoria e comissão técnica são merecedores deste título. Muitos não acreditavam no nosso acesso imagina no título, mas nós acreditávamos que podíamos fazer história no clube”, disse capitão Niander.

CARREIRA VITORIOSA

Jogador com poucos clubes na carreira, pois sempre ficou muito tempo com a mesma camisa, Niander se tornou um atleta vencedor com vários acessos e títulos na sua carreira. Em 2003, conquistou seu primeiro acesso inédito com o Atlético Sorocaba à elite do Paulistão, após vice-campeonato da Série A2. Foram mais de seis anos no clube.

Já em 2007 jogando pelo Bragantino, mais um acesso, mas desta vez para o Brasileiro da Série B, após título da Série C. Em 2010, o volante foi contratado pelo São Bernardo e novamente mais um acesso à elite do Paulista.

Em seguida, se transferiu para Penapolense e também fez história em quase quatro temporadas.

Foram dois acessos consecutivos até chegar ao Paulistão e título da Série A3. Participou da melhor campanha do clube quando chegou à semifinal da Série A1 e vice-campeonato do Troféu do Interior.

Além destas conquistas, Niander também jogou pelo Ferroviária, São José e Globo-RN. No Velo Clube é sua terceira passagem e está há qautro anos seguidos no clube, que este ano completou 110 anos.