Multicampeão no futebol paulista, zagueiro e capitão completa 39 anos

Ex-zagueiro começou a carreira no Guarani e defendeu as cores do Santos, Corinthians e Palmeiras colecionando títulos

por Federação Paulista (FPF)

São Paulo, SP, 18 (AFI) - No dia 18 de maio de 1981, na cidade de Dracena, interior de São Paulo, nascia Eduardo Luís Abonizio Souza ou simplesmente Edu Dracena. O ex-zagueiro, que tem grandes passagens pelo futebol paulista, coleciona 17 títulos em 20 anos de carreira. Com exceção do Guarani, o ex-atleta conquistou títulos em todas as seis equipes que jogou.

Tudo começou em 1994, a 572 quilômetros de sua cidade natal. Com apenas 13 anos de idade, saiu de Dracena para vestir a camisa do Guarani, chegando a equipe profissional em 1999, onde permaneceu até 2002, quando foi emprestado para o Olympiakos-GRE. Logo na temporada 2002/03, já conquistou seu primeiro título, levantando a taça da Liga Grega.

Parabéns, Edu Dracena. (Foto: Cesar Greco / Palmeiras)
Parabéns, Edu Dracena. (Foto: Cesar Greco / Palmeiras)

TRÍPLICE COROA!
Em 2003, retornou ao Brasil para vestir a camisa do Cruzeiro, vivendo uma época muito vitoriosa -conquistou a Tríplice Coroa (Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro).

Nas quatro temporadas que vestiu a camisa celeste, foram 117 jogos e nove gols, levantando mais duas taças do estadual, em 2004 e 2006 -nesta última, ergueu a taça como capitão do elenco, após vitória contra o Ipatinga-MG por 1 a 0.

TURQUIA!
Em 2006, assinou sua transferência para a Turquia, para jogar pelo Fenerbahçe, sendo sua segunda passagem pelo futebol europeu. Com a camisa turca, reencontrou o meio-campista Alex, seu companheiro na conquistas de 2003 com o Cruzeiro.

Edu Dracena entrou em campo em 100 oportunidades pelo clube, com cinco gols marcados e duas taças levantadas -um Campeonato Turco (2006/07) e uma Supertaça da Turquia (2007). Deixou a equipe em 2009 para começar sua trajetória vitoriosa no futebol paulista, começando pelo Santos.

CAMPEÃO DA AMÉRICA!
Campeão da América. (Foto: Santos / Divulgação)
Campeão da América. (Foto: Santos / Divulgação)

Chegou em 2009 no litoral paulista para marcar seu nome com a camisa santista. Sua primeira temporada foi discreta, sem grandes atuações. Porém, a partir de 2010, iniciou a saga de títulos.

Tendo como companheiro de zaga Durval e jogando ao lado de Neymar, Robinho e Ganso, conquistou o primeiro Campeonato Paulista da sua carreira, além de uma Copa do Brasil.

Em 2011, viveu a maior conquista de sua carreira: ajudou o elenco santista a conquistar o tricampeonato da Libertadores, título que o clube não vencia há 48 anos, além de conquistar o vice no Mundial de Clubes.

Com a camisa santista, foram seis conquistas: três Campeonatos Paulistas (2010, 2011 e 2012), uma Copa do Brasil (2010), uma Libertadores (2011) e uma Recopa Sul-Americana (2012). Ao todo, ficou seis temporadas com a camisa alvinegra, entrando em campo em 227 oportunidades e balançando a rede 17 vezes.

MAIS UM!
Em 2015, acertou a sua transferência para o Corinthians, onde venceu o Campeonato Brasileiro -foram 32 jogos e dois gols marcados. Na equipe corintiana, ficou apenas uma temporada e em 2016, foi para o rival Palmeiras.

Na equipe alviverde, voltou a levantar taças: fez parte do elenco que venceu o Campeonato Brasileiro em 2016, após 22 anos, e em 2018. No final de 2019, anunciou sua aposentadoria, jogando a última partida no estádio Brinco de Ouro, em Campinas, onde começou sua carreira tão vitoriosa e respeitada. Atualmente, é assessor técnico palmeirense.

Letícia Denadai, especial para a FPF