Agressão de funcionários contra arbitragem pode tirar Santa Cruz da Copa SP

O próprio presidente da FPF ligou para o mandatário da Federação Paulista pedindo a eliminação da equipe coral

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 30 (AFI) – As cenas lamentáveis vistas na última quinta-feira na final do Campeonato Pernambucano Sub 20 não devem passar impunes. O presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, garantiu a exclusão do time do torneio em 2019 e ligou diretamente para Reinaldo Carneiro Bastos, mandatário da Federação Paulista de Futebol, para pedir a eliminação do clube coral da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Espaço incorporado por HTML (embed)

O caso fez Evandro Carvalho conceder uma entrevista coletiva, na qual prometeu punições ao Santa Cruz. Além do mandatário, o diretor de competições, Murilo Falcão, garantiu sansões severas ao clube pernambucano. O Coro é seguido também pela ANAF, Associação Nacional dos Árbitros de Futebol, que soltou uma nota oficial sobre o caso.

NOTA DA ANAF
Estarrecidos quanto ao episódio da perseguição e violência desencadeada, estimulada ou autorizada por dirigentes da instituição Santa Cruz Futebol Clube, alguns destes visivelmente identificados nas imagens da barbárie praticada contra o quarteto de arbitragem que atuou na partida da final do campeonato pernambucano sub-20 - edição 2018 (Arena Pernambuco – 29.11.2018) e em especial contra o árbitro central do referido evento, Sr. Thiago Nascimento.

Ele, vitimado com escoriação no rosto, na altura da pálpebra do olho esquerdo; a associação nacional de árbitros de futebol – ANAF em iniciativa conjunta com o sindicato dos árbitros profissionais de futebol do estado de Pernambuco - SAPFEPE , não apenas repudiam ou manifestam indignação, mas também anunciam que em reunião conjunta extraordinária a acontecer nas próximas horas, trazendo em pauta esse assunto de forma específica, somarão esforços contra a impunidade e apresentarão a sociedade futebolística as medidas cabíveis a serem impetradas contra o clube supramencionado para que sirva de exemplo aos demais do futebol brasileiro.

Thiago Nascimento, árbitro do futebol Pernambucano, tem formação superior em educação física, é pai de dois filhos, é pessoa creditada por sua postura ética e conduta ilibada, recebe nossa solidariedade não apenas por paridade e a ele renovamos apreço.

Thiago Nascimento após as agressões - Cortesia/Anaf
Thiago Nascimento após as agressões
RESPOSTA DO SANTA CRUZ
Em meio à confusão, o Santa Cruz soltou uma nota oficial afirmando que irá colaborar com qualquer investigação visando encontrar os envolvidos na agressão ao árbitro Thiago Nascimento e afirmou que os responsáveis serão afastados, independente do cargo que ocupe, do clube.

O Santa Cruz Futebol Clube, em razão do incidente de ontem (29/11), após o término da partida decisiva pelo Campeonato Pernambucano Sub-20 2018, vem a público prestar esclarecimentos e comunicar ao seu torcedor que: Em primeiro lugar, registrar o veemente repúdio a todo ato de violência cometido contra qualquer pessoa que seja.

Lamentar profundamente os atos de violência que todos os profissionais presentes na Arena Pernambuco possam ter sofrido.

O Santa Cruz, como medida reativa, irá apurar as circunstâncias em que os fatos se deram e, em caso de evidência de participação de qualquer integrante do Clube, afasta-lo imediatamente de suas funções.

Por fim, deixa claro que o Clube colaborará com todas as instituições para que os envolvidos sejam devidamente responsabilizados.

O CASO
O Santa Cruz foi para o segundo jogo da final reclamando de um pênalti não marcado a favor da equipe no empate por 2 a 2, em Caruaru. Na Arena Pernambuco, nesta quinta-feira, uma outra polêmico irritou ainda mais os envolvidos com o clube coral, que alega que o auxiliar teria levantado a bandeira antes do primeiro gol do Porto e abaixado logo após que a bola foi para o fundo das redes.

Caso o gol não fosse validado, o jogo, que terminou com vitória do Porto por 3 a 2, teria sido 2 a 2, levando assim a decisão para os pênaltis. Após o apito final, suspeita-se que membros da comissão técnica do clube - ainda não indentificados - agrediram o árbitro Thiago Nascimento no corredor de entrada aos vestiários.

Os funcionários, como mostram as imagens em vídeos, foram para cima do quarteto de arbitragem, mas só Thiago Nascimento acabou atingido. O árbitro caiu de cara no chão e teria fraturado o nariz.

"Não tem como aceitar uma agressão desse porte. Foram moleques, uma verdadeira selvageria. O clube precisa tomar providências drásticas", afirmou o presidente da ANAF, Salmo Valentim.

 
 
" />